Associação de Estudos da Verdade=Lei de Deus (AEVL)

Wikipedia
Depoimentos
Práticas
Ensinamentos
Resumo de classes de estudos
Atividades
Informações

Wikipedia

O que é a Associação de Estudos da Verdade=Lei de Deus

(Shinri=Kaminori no Kenkyukai)

 

A Associação de Estudos da Verdade=Lei de Deus é uma nova Associação fundada por Masao Utsumi no Japão.

Antes de fundar a Associação, o mestre Utsumi acumulou muitas experiências espirituais estudando as religiões de renome no Japão, como Sukyo Mahikari, Tenrikyou, Shinnyoen e Shinji kyoukai.

Em 2006, o mestre recebeu a revelação de Deus para iniciar essa Associação. De acordo com a revelação, essa Associação foi planejada há três mil anos por Deus Criador para concluir o Plano de Deus sobre a face da Terra.

A matriz da Associação está localizada na cidade de Maebashi, província de Gunma, no Japão.

 

Conteúdo:

1. Resumo

2. Histórico de Masao Utsumi

3. Ensinamentos

4. Objetivos da Associação

5. Principais atividades da Associação

 

1. Resumo

 

A Associação foi fundada pelo mestre Masao Utsumi para pesquisar e expandir a Verdade do Universo através de classes de estudos que tiveram início no dia 15 de outubro de 2006, considerado o dia da sua fundação.

De acordo com o mestre Utsumi, a Verdade do Universo é a expressão magma do desejo de que todos os seres humanos sejam completamente felizes. E a Verdade=Lei de Deus se difere dos conhecimentos já existentes em muitos aspectos.

 

Segundo ele, o dia 21 de dezembro de 2012, o último dia do calendário Maia, foi o dia em que o mundo dos espíritos humanos se juntou ao mundo divino. Ou seja, os espíritos que estão no céu podem, agora, subir para o mundo divino, fato esse que até então ainda não era possível. Isso levará à verdadeira divinização do ser humano.

No futuro, existirão na face da Terra somente as pessoas com almas de deuses. Será o paraíso terrestre. A Associação teve um papel central nessa junção do céu com o mundo divino.

 

O mestre Utsumi estudou muitas religiões e teve muitas experiências espirituais. E, com o passar do tempo, foi criando métodos de salvar os espíritos através de experiências próprias. Ele descobriu um método inédito de enviar os espíritos diretamente para o céu.

Seus estudos continuaram e seu método evoluiu bastante. E foi assim que veio mais uma descoberta: a existência dos deuses vingativos. O mestre, então, desenvolveu métodos para salvar esses deuses, o que, até o momento, ninguém sabia como fazer.

 

Os seres humanos, em geral, sofrem ataques dos espíritos humanos vingativos. Esses ataques se originaram dos atos das nossas vidas passadas.  Eles são uma espécie de resposta aos erros que nós cometemos em nossas vidas passadas. Quase todos os problemas de saúde, financeiros e de relacionamentos interpessoais provêm desses ataques.

 

Ainda, o mestre descobriu que existiam os seres humanos com almas de deuses que sofriam, também, ataques dos deuses vingativos, além de ataques dos espíritos humanos.

A partir desse momento, ele começou a salvar muitas pessoas nos casos que, até então, não apresentavam solução possível de salvação.

Ele descobriu, também, o problema de transferência de carma, que era totalmente desconhecido até então, e a maneira de evitá-la. A transferência de carma acontece na hora da salvação de espíritos e deuses vingativos ou quando tentamos ajudar alguém, trazendo sérios problemas para quem salva ou ajuda.

Agora, é possível a salvação de 100% dos espíritos sobre a face da Terra através de um método fácil e seguro.

 

Além dos deuses do planeta Terra, temos também os deuses ETs que chegam aqui e causam problemas aos seres humanos fazendo experimentos. O mestre criou os métodos de osatoshi para eles também.

O mestre transmite esses métodos e todo o conhecimento que ele adquiriu até os dias de hoje para todos os interessados através de classes de estudos.

Nessas classes de estudos, os ensinamentos chegam do mundo divino diretamente para o mestre, e muitos ensinamentos inéditos são transmitidos aos ouvintes.

 

Quem se interessar em saber mais sobre essa Associação, ou quem se interessar em receber a salvação de espíritos, pode escrever para choko_tereza@hotmail.com ou choko.tereza@gmail.com.

 

 2. Histórico de Masao Utsumi

 

  • Nasceu em primeiro de junho de 1943 na cidade de Maebashi, província de Gunma, Japão.
  • Formou-se em Comunicação Eletrônica na Escola Técnica Maebashi, em Gunma, e trabalhou na Companhia Telefônica Nacional por sete anos. Fundou a Companhia Utsumi Shoukai, mais tarde Hiro Cia. Ltda.
  • Inventou o “aparelho de transferência de ligações telefônicas” e o patenteou em março de 1976. Mais adiante, inventou vários outros aparelhos como o “aparelho para prevenir ligações erradas” e o “aparelho de alarme para corte de linha telefônica”; e recebeu vários prêmios desde 1988 até 2001.
  • Além dos trabalhos tecnológicos, ele sempre mostrou interesse em encontrar soluções para os problemas de saúde e inventou a “cadeira de saúde”. Por esta invenção, ganhou o prêmio na Exposição de Invenções de Maebashi.
  • Descobriu, também, um método de conceber filhos do sexo desejado, e há mais de 4.000 pessoas inscritas em seu site para receber consultas.
  • Os treinamentos espirituais começaram quando ele foi ao Templo da montanha Minobu, em 16 de agosto de 1975. Logo em seguida, começou a ter experiências misteriosas, uma atrás da outra.
  • Nesse momento, tornou-se membro das entidades religiosas Tenrikyo e Shinnyoen (mais tarde, ele deixou essas entidades).
  • Tornou-se membro da entidade religiosa Sukyo Mahikari em novembro de 1982.
  • Desenvolveu e começou a utilizar, em 1985, o método de salvar e enviar os espíritos humanos diretamente para o céu.
  • Em 1992, tornou-se membro da entidade religiosa Shinji Kyoukai de Ooyama Nezu no Mikoto.
  • Em 1997, iniciou a salvação de dragões confinados em vários templos Xintoístas e Budistas da província de Gunma e cercanias e, assim, descobriu um método efetivo de salvação de dragões e deuses confinados em todas as partes do Japão.
  • Deixou a Sukyo Mahikari em novembro de 1997. Vale lembrar que ele frequentou o curso superior dessa entidade religiosa por 20 vezes consecutivas.
  • Recebeu um novo nome, Reisui Kinsei, através de uma mensagem de Deus em 2001.
  • Declarou o início das atividades religiosas de acordo com a mensagem de Deus no dia primeiro de junho de 2006.
  • Fundou a Associação com o início das classes de estudos em 15 de outubro de 2006.

  • O uso da gratidão na vida diária para mudar tudo em nossa volta.
  • A comprovação de que toda infelicidade tem a sua razão de fundo espiritual.
  • O uso do senso de justiça de maneira correta para evitar a transferência de carma.
  • Os segredos do mundo espiritual.
  • A constituição do mundo divino.
  • A história verdadeira da formação dos seres humanos.
  • E muitos outros.

  • Esclarecer a essência que está escondida na Verdade=Lei de Deus.
  • Salvar 100% dos espíritos humanos e deuses da face da Terra que são a origem de todas as infelicidades da humanidade, para trazer a paz e a felicidade para o globo terrestre.
  • Ensinar o método do uso da gratidão, que é essencial para construir uma família completamente feliz.
  • Espalhar a Verdade=Lei de Deus para o mundo inteiro a fim de construir a civilização celestial sobre a face da Terra.
  • Difundir para a humanidade a existência de um mundo divino e as proteções que recebemos quando acreditamos no Deus Criador, e quando fazemos reviver os poderes dos deuses.
  • Dar orientação às religiões existentes de como fazerem para recuperarem o poder de salvação nas suas respectivas entidades.
  • Realizar o plano de Deus sobre a Terra, encontrar as pessoas escolhidas por Deus há três mil anos e prepará-las para que elas possam cumprir a missão recebida.
  • Promover a união do céu com o mundo divino (unificação) até o final do ano 2012. Isso será feito através da salvação dos deuses, o que possibilitará o preenchimento do espaço vazio existente entre o céu e o mundo divino (espaço esse chamado de mundo branco-prateado). Consequentemente, isso permitirá a entrada do espírito humano para o mundo dos deuses (divinização do ser humano).

  • 『Shinri=kaminori』 no kenkyukai)

    Edifício Yuki, Oodomo-machi 1-12-21, Maebashi, Gunma, Japão.

    Representante: Masao Utsumi ou Kinsei Reisui

    Telefone: 81-27-896-1546  Fax 027-896-1441

    E-mail: kinsei-reisui@god-law.com

    Versão de março de 2014

       

       

    Depoimentos

    Depoimento 1

    Experiências de Osatoshi (salvação dos espíritos)

    Choko Tereza Ito

    Eu sempre tentei encontrar a melhor maneira de salvar e ajudar as pessoas”, e me dediquei ao estudo de filosofia, do espiritualismo e das religiões do mundo inteiro.

    Eu estudei e pratiquei Sukyo Mahikari – um caminho espiritual – por 22 anos com muita devoção, sempre tentando ajudar as pessoas e expandir os ensinamentos na Tailândia. Mas, por fim, cheguei à conclusão de que ainda existiam muitas questões espirituais que nem mesmo a Mahikari era capaz de esclarecer.

    oi, então, que um milagre aconteceu para saciar a minha sede de respostas para os muitos mistérios espirituais. Em abril de 2009, através da internet, recebi um sinal de Deus que me levou a conhecer um novo caminho espiritual, a  Shinri = Kaminori  no Kenkyukai. Essa organização espiritual foi fundada em 2006 pelo Sr. Masao Utsumi, um ex-membro de Mahikari.

    O Sr. Utsumi estudou a fundo os ensinamentos de Mahikari e descobriu os métodos de osatoshi para os espíritos humanos (método esse de fazer os espíritos humanos tomarem consciência de seus erros e pecados cometidos, corrigi-los, e subirem para o céu). Mais adiante, o Sr. Utsumi também desenvolveu os métodos de osatoshi para os espíritos de animais e para os deuses.

    O Sr. Utsumi também recebeu muitas revelações do Deus Criador e criou esta nova organização.

    Eu quis experimentar esse método de osatoshi. Então, tornei-me membro de Shinri, e recebi o DVD com todas as aulas ministradas pelo Sr. Utsumi no Japão. Depois de um tempo, fui ao Centro de Shinri, no Japão, para ter aulas diretamente com o Sr. Utsumi.

    Comecei, então, a fazer osatoshi com os membros da minha família. Mas, antes de iniciar, expliquei o que era o osatoshi para os meus irmãos e irmãs e, apenas depois que eles concordaram, eu fiz osatoshi para todos, um por um. Os resultados foram surpreendentes e estão descritos abaixo:

    1. Primeiramente , fiz osatoshi para o meu irmão mais novo que estava no Japão. Ele sofria de dores no pescoço há muitos anos, e sua cabeça era levemente virada para o lado. Depois de um único osatoshi, a dor desapareceu por completo e sua cabeça voltou à posição normal. Ele ficou tão surpreso e agradecido, que decidiu se tornar membro para aprender a fazer osatoshi.

      Através do osatoshi, muitos espíritos de samurais foram salvos. Meu irmão os havia decapitado na sua vida passada. Alguns desses espíritos tinham se transformado em cobras por causa do forte sentimento de vingança que eles nutriam pelo meu irmão. Além disso, muitos deuses vingativos foram salvos. Os deuses vingativos são muito poderosos e usam espíritos humanos e de animais para perturbar as pessoas. Até mesmo quando salvamos todos os espíritos humanos e de animais, se não salvarmos os deuses vingativos, a perturbação não terá fim.

      Mas, nem todos os seres humanos são afetados pela perturbação causada pelos deuses vingativos.

      De acordo com os ensinamentos do Sr. Utsumi, existem alguns seres humanos que possuem a alma dividida dos deuses, enquanto que outros apresentam apenas a alma humana. Os que possuem a alma dividida dos deuses são chamados de bunkon. Os bunkon vieram a esse mundo físico para guiar os seres humanos. Esses bunkon se revelam em alguns mestres, artistas, líderes religiosos, governadores, professores, médicos, etc. Apenas os bunkon sofrem ataques de deuses.

      Eu fiz osatoshi de Bangkok para meus irmãos e irmãs que vivem no Brasil. Não é preciso pagar uma passagem cara de avião de Bangkok para o Brasil só para fazer osatoshi; podemos fazer a distância. Eu chamei todos os espíritos que estavam perturbando meus irmãos e irmãs e pedi que eles viessem até mim; e fiz o osatoshi para eles.

      Quando fazemos osatoshi, os deuses da Shinri nos ajudam e o local onde estamos fazendo o osatoshi se enche por completo da Luz de Deus.
    1. No caso do meu irmão mais velho, a pressão sanguínea dele voltou ao normal.
    1. Meu segundo irmão, que estava em tratamento médico devido ao estresse mental, ficou completamente curado.
    1. O meu terceiro irmão conseguiu novas oportunidades no seu trabalho. Meu irmão não é kumite (kumite = membro de Mahikari), mas ele acredita em fatos espirituais e, depois de osatoshi, passou a usar o Omamori (que é uma proteção) da Shinri.
    1. A minha irmã mais velha pode ver e ouvir a voz de espíritos, e também pode ver a Luz. No início, ela não queria aceitar o osatoshi; mas, depois de escutar tudo o que eu lhe contei sobre os ótimos resultados obtidos através de osatoshi, ela rezou para Deus pedindo Se a Shinri é realmente verdadeira, por favor, faça minha dor de cabeça desaparecer”. Logo em seguida, ela sentiu uma energia entrando pelo topo de sua cabeça e, surpreendentemente, sua dor desapareceu.

      Depois disso, ela decidiu experimentar usar o Omamori para manifestar a Luz, e percebeu que essa Luz era mais forte do que usar apenas o Omitama. E ao ver a foto do mestre, disse-me que a aura do Sr. Utsumi era muito bonita e ela pôde ver uma Luz muito forte por trás dele.
    1. A minha segunda irmã não é kumite (kumite = membro de Mahikari), mas, depois do osatoshi, ela passou a acreditar que existe uma razão espiritual para nossos sofrimentos e ela se sentiu muito agradecida por compreender isso.
    1. A minha terceira irmã sempre sentia seu corpo muito pesado, mesmo pela manhã. Mas, depois do osatoshi, ela se sentiu bem leve durante o dia inteiro e à noite. Além disso, muitas outras coisas boas aconteceram com ela.
    1. A minha quarta irmã, que é kumite, me pediu que fizesse osatoshi para ela e para o marido dela. Ela estava passando por dificuldades financeiras e o marido estava freqüentemente nervoso, gritando e deixando toda a família assustada. Depois do osatoshi, ele se acalmou bastante e minha irmã começou a melhorar sua situação financeira.
    2. E por fim, eu me curei de câncer de ovário. Contraí com câncer quando ainda era kumite. O câncer de ovário é bastante perigoso, pois não é facilmente detectado. Apesar de eu ir à ginecologista uma vez ao ano para exames de útero, ela não descobriu. Quando o câncer foi descoberto, o tumor já havia crescido bastante. Acho que já estava no estágio final, ou pelo menos acima do terceiro estágio. É do conhecimento dos especialistas que para o câncer de primeiro estágio ainda há cura, mas para o de terceiro em diante, mesmo com cirurgia, não há mais cura.

      O mestre Utsumi me chamou para Japão e fez osatoshi pessoalmente. E então, miraculosamente, fiquei completamente curada. Decidi então que eu viveria o resto da minha vida para difundir a Shinri a fim de retribuir tamanha bondade de Deus.

      Atualmente, tenho recebido muitos pedidos de osatoshi vindos do Brasil e de outras partes do mundo. Todos que receberam osatoshi estão caminhando para a completa felicidade.

      Através das contínuas servidões a Deus na Shinri, eu fui desenvolvendo as capacidades espirituais de enxergar a vida passada das pessoas e de receber as mensagens de Deus.

      Eu continuo com meus estudos nesse caminho, porque ainda há muito a aprender.

      Eu sou muito agradecida a Deus por tudo de bom que tem acontecido, pela

      providência divina e pelos milagres.

      Há sempre novas revelações de Deus em cada classe de estudo, sendo que os segredos do mundo espiritual (divino e astral) estão vindo ao público com maior clareza. Por isso, cada classe de estudo é uma expectativa maravilhosa para todos os participantes.

    Depoimento 2

    Como conheci a Shinri

    Meu nome é Andréa Santos e moro no Brasil. Minha base de formação religiosa é católica. Sempre acreditei que Deus era a origem de tudo, mas me faltavam muitas respostas a algumas perguntas como, por exemplo, se existiam carmas, se existia vida após a morte, se encontraríamos nossos entes queridos após a morte, etc. Essas respostas eu encontrei no kardecismo. Lia tudo que pudesse me explicar o porquê das coincidências” da vida. Só o Livro dos Espíritos” li duas vezes, dentre outros. Somente consegui compreender melhor as entrelinhas da Bíblia depois que li O Evangelho Segundo o Espiritismo”. Comecei a encontrar respostas. Mas ainda faltava algo. Queria me aprofundar nos estudos dessa religião em associação a outras, pois alguma coisa dentro de mim me dizia que a minha missão era ajudar as pessoas, mas não sabia como. Li muito Xico Xavier tentando compreender O Mundo Maior” que nos rodeia.

    Bem, o tempo passava e minha vida foi dando voltas; sufocava minhas angústias e minhas expectativas e fui, assim, me afastando de Deus, mesmo sem me dar conta.

    Um belo dia, no final de 2010, acordei bem e, uma hora mais tarde, gritei para que meu marido viesse me socorrer. Deitei-me na minha cama, inerte, passando muito mal, como se o mundo estivesse revirado, com dor de estômago, como se um balde de água gelada tivesse acabado de ser jogado, em toda sua plenitude, dentro do meu corpo. Só rezava e pedia a Deus não quero morrer”. Meu corpo permanecia inerte, minhas pernas não se mexiam; somente tive forças para agarrar o celular e gritar pra minha mãe vir correndo pra minha casa com o aparelho de tirar a pressão arterial. Achava que minha pressão estava próxima do zero. Não tinha forças para levantar as mãos, mal conseguia balbuciar as palavras, a língua estava completamente mole e falava como se estivesse dopada, revirando os olhos.

    Tive mais crises nos dias subsequentes. Cada crise durava em torno de trinta minutos (que me pareciam uma eternidade). Uma dessas crises foi no meio da rua e fui, então, levada ao hospital. Colocaram-me numa maca e fizeram vários exames. Eram fios para todos os lados. Tudo deu ok.

    Diagnóstico: TRANSTORNO DE ANSIEDADE bem forte.

    Comecei o tratamento e fiquei completamente dopada. Não andava mais pela casa; apenas dormia. Minhas filhas ficavam assustadas, embora todos em casa fizessem de tudo para que elas não percebessem as minhas crises quase que diárias. Eram crises horríveis, aterrorizantes, paralisantes, torturantes... e, depois, vinha aquele sono profundo e incontrolável. Ninguém conseguia me acordar. Dormia o dia inteiro e mal comia. Tinha náuseas o tempo inteiro. Emagreci quatro quilos (para quem pesava 47Kg, em 1.57m de altura, perder quatro fazia muita diferença na aparência e no vigor físico). Estava me sentindo cada vez mais fraca. Foi um período horroroso! Tive nove crises fortes! Meu médico queria me internar. Para piorar ainda mais a situação toda, eu estava passando por um enorme aperto financeiro.

    Fiquei 23 dias de licença médica. Quando voltei ao trabalho, ainda não estava bem e as crises continuavam, só que mais brandas. Mudei a medicação e comecei a reagir bem lentamente. Foi aí, então, que uma colega de trabalho, muito timidamente, veio me oferecer ajuda e me disse que sua irmã, que morava na Tailândia, estava trabalhando com algo novo e ela me falou da Shinri e dos osatoshis e me perguntou se eu queria escrever para a irmã dela relatando o meu caso e solicitando uma certa urgência no atendimento. Resolvi tentar e enviei um e-mail. Foi assim que acabei conhecendo a Choko. Ela é um amor de pessoa, sempre carinhosa, preocupada e pronta para ajudar aqueles que ela nem conhece. Que dedicação e tamanha generosidade!

    A Choko me explicou que o que eu sentia era decorrente dos karmas que eu acumulei nas minhas vidas passadas e que meu problema de saúde mental era de fundo espiritual. Ela fez o primeiro osastoshi e minha reação foi bem forte: fiquei bem zonza e com muitas dores de cabeça.

    Assim foi seguindo, e fiz mais osatoshis, pois eu estava com uma carga muito forte e precisava de limpeza espiritual. Sempre que ela fazia os osatoshis, mesmo sem que eu soubesse a data, eu levava tombos, sentia arranhões pelo corpo, sentia dores estranhas, etc.

    Ao final de um mês, já não sentia mais nenhum mal-estar referente ao transtorno de ansiedade. Ao contrário, estou cada vez melhor e mais forte e, o mais importante de tudo isso, foi que eu recuperei a minha fé que estava adormecida. Minha energia foi voltando, minha sensibilidade foi aumentando e comecei a aplicar a Luz do Okyome em mim mesma e os resultados foram maravilhosos. Comecei a achar que estava no caminho certo e estava encontrando a resposta para as minhas dúvidas.

    Agora já se passaram três meses e decidi me tornar membro de Shinri. Já consigo fazer a oração de salvação dos espíritos humanos vingativos e estou aprendendo a fazer a oração de salvação dos deuses vingativos.

    Dessa maneira, estou conseguindo ajudar muitas pessoas e me elevar espiritualmente.

    Também consegui, através da Shinri, me curar de um problema que me afligia há mais de 20 anos: eu não conseguia virar o pescoço completamente para o lado direito e sofria de torcicolo frequentemente. Tudo isso acabou!

    Sabe o que mais me atraiu nessa religião-filosofia (se é que posso falar assim)? Foi o fato de aprender e realmente internalizar que todos nós temos que agradecer a Deus, à Virgem Maria, a Jesus Cristo, aos nossos ancestrais, ao nosso espírito-guia e aos outros deuses do céu por nossa vida e pedir perdão por nossos erros. O que mais me comove é saber que a Virgem Maria realmente olha por nós e que o Senhor Deus da Luz está sempre presente em nossas vidas, corações e mentes para nos guiar. Nunca estamos sozinhos nesse mundo físico e sempre há algum espírito necessitando de ajuda e que ele será salvo através do osatoshi. Isso é servir a Deus e ao próximo.

    É lindo quando, ao final de cada osatoshi, a Choko escreve assim: ... foram todos salvos e subiram para o céu”. É maravilhoso ser um instrumento de Deus para permitir que tanto os seres humanos quanto os espíritos recebam a Luz, o perdão e a ajuda de Deus!

    Osatoshi para mim é isso: salvação dos espíritos, fé num mundo maior, certeza da grande Luz divina, cura dos males e das aflições, ser perdoado, caminho do bem, compaixão, gratidão e união familiar e união entre os verdadeiros amigos.

    Que bom que conheci você, Choko.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito obrigada!

    Depoimento 3

    As Experiências de ser uma Seguidora do Caminho Espiritual Shinri = Kaminori no Kenkyukai

    Ranjna Jindal

    1. Em 1996 eu conheci a Sukyo Mahikari” – que é um caminho espiritual japonês – e, em 1998, tornei-me membro. Eu a pratiquei com toda dedicação e devoção por mais de 11 anos e pude experimentar muitos milagres divinos que aconteceram comigo assim como com as outras pessoas que eu tentei ajudar com as práticas do Mahikari. Entretanto, ainda existiam dúvidas na minha cabeça para as quais eu não conseguia encontrar as respostas nos ensinamentos de Mahikari.

    E foi nesse momento que algo aconteceu, em julho de 2009, que mudou o rumo da minha vida e me fez sair do Sukyo Mahikari” e ir para um novo caminho espiritual. Em 29 de junho, enquanto assistia a um programa de televisão bem tarde da noite, eu tive uma vertigem inesperadamente fortíssima – os sintomas eram de tonteira extrema causada pelo deslocamento ou pelo desequilíbrio de uma substância química no canal interno do ouvido. Em poucos segundos, parecia que o teto da sala estava caindo em cima de mim ou era eu que estava girando dentro de uma lavadora de roupas. Essa foi uma das experiências mais aterrorizantes para mim. Embora eu gritasse por ajuda e estivesse sendo amparada por meu marido, eu continuava sentindo que cairia da cama diretamente no chão. A madrugada inteira foi terrivelmente difícil, até mesmo quando eu tentava virar a cabeça de um lado para o outro do travesseiro.

    Na manhã seguinte, às 8:30h, eu tentei ligar para o coordenador do meu grupo de Mahikari, mas ninguém atendia. Também tentei ligar para o Centro de Mahikari de Bangkok, mas foi, da mesma forma, sem sucesso. Foi então que me lembrei que ainda tinha o telefone celular da ex-diretora do Centro de Mahikari de Bangkok, Dra. Tereza. Liguei para ela e, por sorte, ela atendeu. Depois que eu lhe contei tudo, ela me pediu que voltasse a descansar um pouco até que ela retornasse a ligação. Passados 15 minutos ela telefonou para me perguntar como eu estava me sentindo. Eu abri meus olhos bem devagar e não senti nenhuma tonteira. Em seguida, tentei virar minha cabeça de um lado para o outro e continuava a não sentir tonteira. Eu me sentei na cama e me atrevi a caminhar sozinha sem ter nenhum sintoma de vertigem como o que eu tivera na noite anterior.

    Naquela altura, eu já estava prevendo que minha melhora poderia ter sido resultado de algum método de Sukyo Mahikari desenvolvido pela Dra. Tereza. Entretanto, naquela mesma noite ela me telefonou novamente e tentou me explicar algo que eu, até aquele momento, nunca havia ouvido falar no Sukyo Mahikari durante os 11 anos em que o estive praticando. Eu estava um pouco confusa e nervosa. Nas duas semanas seguintes, minha tonteira ainda voltava de vez em quando com uma severidade bem intensa. Então, em 16 de julho de 2009, a Dra. Tereza veio a minha casa e me falou sobre o novo caminho espiritual Shinri = Kaminori no Kenkyukai. Essa organização espiritual foi fundada em 2006 pelo Dr. Masao Utsumi, um ex-membro de Mahikari.

    Os métodos da Shinri” eram similares aos do Mahikari”, mas com algumas diferenças relevantes. Eu estava travando um debate na minha mente para decidir se eu deveria ou não trocar o Sukyo Mahikari” pela Shinri”. Mas, pensando melhor, naquele momento eu estava sendo ajudada pela Shinri” e não pelo Mahikari”. Então, tomei a decisão de me tornar membro de Shinri” e comecei a usar a proteção espiritual -Omamori”- em volta do meu pescoço. Durante algum tempo, eu continuei usando, também, minha proteção Mahikari, o Omitama”. Por fim, decidi experimentar usar apenas o Omamori” e seguir os ensinamentos da Shinri”.

    Nos 4-5 meses subsequentes minha vertigem foi diminuindo gradativamente. E, quando os sintomas apareciam, eu apelava para a Dra. Tereza, que fazia Osatoshi” para mim (ou eu mesma o fazia), conseguindo resultados positivos a cada vez.

    Nota: o Osatoshi” é um método de advertir os espíritos que estão obsediando algumas pessoas para que eles tomem consciência de seus pecados e de seus erros. Esse método ensina a esses espíritos uma maneira para que eles possam corrigir os erros que cometeram pedindo perdão sincero a Deus para que sejam salvos. Durante todo esse processo, a pessoa que estiver sendo atacada por esses espíritos também fica livre de seus sofrimentos.

    Fui ficando cada vez mais confiante com a prática da Shinri” e, aos poucos, comecei a falar sobre a Shinri” para as outras pessoas da minha convivência. A primeira pessoa a quem introduzi a Shinri” foi minha aluna Pura Mildred Garcia de Bullen, uma venezuelana que já havia sido guiada por mim a seguir o Sukyo Mahikari” anteriormente. Ela havia se tornado um membro de Mahikari apenas algumas semanas atrás. Inicialmente, sem dizer a ela que eu não estava usando o Omitama”, mas sim uma proteção diferente chamada Omamori”, eu irradiei a Luz” para alguns pontos do seu corpo de maneira semelhante à do Mahikari”. Quando eu perguntei se ela havia sentido alguma coisa diferente, ela disse que a Luz” havia sido mais forte do que antes. Isso fortaleceu ainda mais a minha confiança na Shinri”. Logo depois desse episódio, ela acabou seguindo o meu exemplo e também se tornou membro da Shinri”.

    Dentre tantas outras experiências com a prática da Shinri”, a que vem a seguir é uma das mais impressionantes.

    1. Em novembro de 2009, um professor colega meu, Dr. Bunlur Emaruchi, veio a minha sala numa tarde para receber a Luz”. Ele me disse que estava com um cisto no lado frontal esquerdo do seu pescoço. Ele havia feito um exame que dera resultado positivo para câncer. Ele já estava com a cirurgia marcada para a remoção do cisto na semana seguinte. Eu lhe expliquei, rapidamente, que havia deixado o Mahikari” e passado para a Shinri” e continuei a irradiar a Luz” direcionada para a área do pescoço por 10 minutos. De repente, ele me perguntou o que ele poderia fazer para se tornar um membro de Shinri”. Como o procedimento para se tornar membro de Shinri” é muito mais simples do que o para se tornar membro de Mahikari”, eu o disse para entrar para a Shinri” o mais rápido que ele pudesse. E assim ele o fez.

    Na semana seguinte ele fez a cirurgia para a remoção do cisto do seu pescoço. E, para a surpresa dos médicos, o resultado do segundo exame para câncer deu negativo. Eu estou realmente convicta de que Deus concedeu a proteção divina ao Dr. Bunlur Emaruchi.

    Eu sinceramente acredito que esse caminho pode mudar o mundo espiritual da Tailândia assim como de todos os outros países ao redor do globo.

    Depoimento 4

    Mudanças concretas na minha vida com a Shinri

    Elisa Mie Nishikito

    Prezados compatriotas,

    Espero poder partilhar com todos a minha experiencia desde que entrei em contato com a Associação Verdade=Lei de Deus.

    Sou brasileira, mas resido há quase 10 anos na Tailândia.

    Há um ano e meio mais ou menos, estava passando por uma fase muito dificil na minha vida. Estava com problemas familiares, problemas no trabalho, dificuldades financeiras, doencas na familia, e apesar de tentar me manter firme, eram tantos os problemas que não sabia nem por onde começar para tentar resolvé-los.

    Apenas um parêntese sobre a minha formação: nasci e cresci numa familia de classe média, bastante harmoniosa. Tive oportunidade de me formar pela universidade de São Paulo, continuando com a pós-graduação até obter o título de doutorado no exterior. Sempre me considerei uma pessoa equilibrada, acreditando em esforço e trabalho honesto, e agradeço a Deus por ter tido a oportunidade de morar e trabalhar em países como o Japão e o Canadá. Toda a minha vida tinha sido de sucesso, que eu acreditava ter obtido com muito trabalho e dedicação. E, no entanto, havia chegado um momento na minha vida em que o mundo parecia ter virado de ponta-cabeça.

    Nessa época, por estar emocional e psicologicamente fragilizada, comecei a ler muito sobre várias religiões, incluindo o Catolicismo, Budismo e Espiritismo, na esperança de conseguir entender o porquê de tantos infortúnios, e de encontrar um pouco de paz de espírito. Todas as leituras, apesar de me ensinarem a ‘aceitar’ os acontecimentos da vida, a ‘ter paciência’ , e a tentar ‘aprender’ com os acontecimentos, não foram capazes de trazer mudanças concretas na minha vida de então.

    Foi quando, através de uma grande amiga e conselheira, soube da existencia da Associação de Estudo da Verdade=Lei de Deus. Sendo uma pessoa bastante ‘desconfiada’, eu estava inicialmente bastante reticente em fazer o pedido de osatoshi, pois achava improvável que ‘uma oração que salvasse espíritos perturbadores’ fosse a solução dos meus problemas. Apesar disso, decidi começar com os pedidos conforme recomendado por minha amiga, pensando que se não trouxessem mudanças, pelo menos não fariam nenhum mal.

    O meu primeiro pedido causou-me certo espanto já que numa certa manhã, acordei sentindo o corpo bastante leve, como se de repente um grande peso tivesse sido tirado de mim. Senti-me mais esperançosa, como se pressentisse que algo de bom estava para acontecer. Nada aconteceu de imediato, mas esse sentimento serviu de gatilho para que eu continuasse com os pedidos. Quando se passaram de três a seis meses desde que comecei com os pedidos, mudanças positivas e concretas começaram a acontecer na minha vida. Senti um ambiente harmonioso no relacionamento familiar, tive uma oferta de emprego com ótimo salário (sem ter enviado nenhum currículo a procura de emprego), doenças na família entraram num estágio de controle, e senti que aos poucos a situação financeira da minha família, como um todo, começou a melhorar. Contente, comecei a recomendar os pedidos de osatoshi para conhecidos e amigos. Todas as pessoas que fizeram o pedido, tambem obtiveram resultados positivos, e eu pude me certificar de que a Associacao não era uma ‘seita suspeita’.

    Agradeço a Deus e à Associação pela ajuda que me proporcionaram. Espero que outras pessas, que também sofrem, obtenham a mesma ajuda que me foi oferecida.

    Espero, de coração, que um número cada vez maior de pessoas venham a conhecer a Associação para que tenham a chance de receber ajuda, assim como recebi, e que possam alcançar a felicidade que tanto almejamos nessa vida.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigada.

    Depoimento 5

    Minha experiência com a Shinri

    Pura Garcia de Bullen

    Meu nome é Pura Garcia de Bullen e sou da Venezuela. Em 2008, conheci a Dra. Tereza através da Professora Ranjna Jindal quando eu estava praticando o Mahikari em Bangkok, na Tailândia.

    Naquela época, eu sofria de uma doença chamada coccigodínia ou coccidínia, que é uma dor ao redor da área do cóccix, melhor falando, na parte final da coluna vertebral. Eu já sofria há quatro anos desse mal. Não conseguia permanecer sentada por mais de cinco minutos, e mudar de posição, então, era uma experiência imensamente terrível. Mudar de lado quando estava dormindo era uma odisséia; e ficar sentada por horas dentro de um avião era um pesadelo. Durante esses quatro anos eu tentei de tudo, desde os relaxantes musculares, tratamento com água quente, fisioterapia e ultrassom, até as opções mais extremas como os esteróides. Como achei que as injeções de esteróides surtiam um efeito mais eficaz, decidi, então, usá-los para dar continuidade ao tratamento. Porém, depois de dois anos, os efeitos dessas injeções começaram a durar menos tempo: de um ano, passaram a durar por uns seis a sete meses e, depois, duravam apenas de três a quatro meses.

    Eu já estava desesperada procurando uma outra alternativa que pudesse me proporcionar mais alívio por mais do que apenas dois meses. Eu estava recebendo a luz” do Mahikari, mas ainda assim não era suficiente. Foi aí, então, que a Professora Jindal me falou a respeito da Dra. Tereza, que estava tentando algo novo e ela me perguntou se eu gostaria de conhecê-la. Eu disse que sim.

    A Dra. Tereza descobriu a Shinri e estava fazendo Osatoshi, ou seja, uma forma de salvar os espíritos que estão grudados em nosso corpo neste mundo físico em que vivemos. Como tudo levava a crer que meu problema era pura e essencialmente espiritual, decidi, então, receber tanto a luz” da Dra. Tereza assim como os Osatoshis quantas vezes fossem necessárias; e o mais importante de tudo isso, foi que aprendi a pedir perdão àqueles que eu maltratei nas minhas vidas passadas. Minha saúde foi melhorando gradualmente e, finalmente, ao final de nove meses, já não sentia mais nenhuma dor; e já se passaram 10 meses sem nenhuma dor no meu cóccix.

    Eu realmente acredito que o fato de ter recebido a luz” da Shinri, ter feito o agradecimento de kisha para os Osatoshis, e ter pedido perdão aos espíritos que eu maltratei no passado, foi a razão pela qual eu não sofro mais de coccidínia. Por esse motivo, decidi me tornar membro de Shinri e praticar Osatoshi.

    Estou agora indo morar nos Estados Unidos e espero encontrar com as pessoas que venham a ser membros de Shinri para me ajudarem a expandir esse maravilhoso ensinamento lá.

    Senhor Deus da Luz, muito, muito obrigada.

    Depoimento 6

    Milagre, mais uma vez!

    Choko Tereza Ito

    5 de abril de 2012

    Professor Utsumi, membros da Associação, leitores do webboard, muito obrigada, sempre!

    Gostaria de relatar mais um milagre maravilhoso proporcionado por Deus.

    Refiro-me ao milagre ocorrido na semana passada. Apesar de saber que deveria relatar o ocorrido, fui adiando, levada pela correria, quando no início do ‘osatoshi’ que fiz há pouco tive a visão da Virgem Maria (a deusa Su de Yotoya, como é conhecida em Mahikari).

    Mostrou-se ela como uma imagem, e me indicou que eu deveria logo escrever o depoimento.

    Normalmente, quando pensamos temos que fazer isso” são mensagens vindas da deusa Kannon (representante de Deus sobre a Terra), ou da Virgem Maria, ou do nosso deus-guia. E se ficamos adiando o que deveríamos fazer, eles aparecem em forma de imagem na hora que estou fazendo osatoshi.

    Durante os osatoshi, como ficamos envoltos na luz de Deus, e recebemos a proteção dos deuses auxiliares da Shinri, é fácil receber as mensagens do mundo divino.

    Mas vamos ao assunto que interessa.

    No dia 25 de fevereiro, a Dra. Ranjana, membro da Associação e que reside na Tailândia, consultou-me sobre um pedido de osatoshi para uma ex-aluna, atualmente professora de uma universidade localizada na província de Nakorn Sawan, que estava sofrendo de tumor cerebral.

    A professora, em questão, havia se submetido a uma cirurgia para retirada do tumor cerebral há 7 anos (retirar a palavra atrás). Na ocasião, antes da cirurgia, tinha recebido ‘energia’ no centro da Mahikari, mas mesmo assim, o tumor não pôde ser retirado completamente, porque parte dele estava grudado no nervo que passava por trás do glóbulo ocular.

    Após a cirurgia, vinha fazendo exames anuais para checagem, mas o tumor voltou a crescer causando inchaço ao redor dos olhos.

    Ao conversar com ela por telefone, ela logo se prontificou a fazer o agradecimento de osatoshi (doação em dinheiro), e então fiz o osatoshi para ela por 3 vezes a cada dois dias. Depois de algum tempo, fiz mais um osatoshi para os espíritos que estavam rancorosos com os ancestras da família dela.

    Por ser um ‘bunkon’ (alma dividida de um deus) de uma deusa ‘Kunitsukami’, a professora estava sofrendo de fortes perturbações de deuses.

    Havia também muitos espíritos humanos que a estavam perturbando. Por ter reencarnado no corpo de um senhor feudal que viveu na idade Média, estava sendo perturbada por espíritos de lavradores que tinham sofrido muito sob sua autoridade.

    Havia também espíritos de ancestrais que faleceram devido a tumores cerebrais que estavam grudados nela porque queriam ser salvos. Dentre eles, havia espíritos de japoneses que contraíram tumor cerebral por práticas errôneas de reverências aos ancestrais, e tb de monges budistas.

    À medida que fazia os osatoshis, o número de deuses e espíritos humanos foi diminuindo cada vez mais, até que no final, restaram apenas 3 ou 4 deuses.

    Conversei também com as células que estavam causado o tumor, e ao pedir que se transformassem em células benignas, senti que tinham aceitado docilmente. Naquele instante, tive uma outra experiência interessante. Ao terminar de conversar com as células, percebi a existência de um deus de aspecto escuro. Ao perguntar-lhe o que estava fazendo alí, respondeu-me que era um deus responsável pela criação de tumor cerebral. Mas disse que já não havia mais trabalho a fazer e que, portanto, deixaria o local e afastou-se. Surpreendeu-me o fato de saber que havia um deus responsável pela criação do tumor cerebral.

    Ao saber que o inchaço ao redor dos olhos tinha diminuído, fui encontrá-la no dia 23 de março. Expliquei-lhe que ela tinha uma ligação espiritual com a Associação (alma escolhida há 3 mil anos para trabalhar nessa Associação); e que a sua deusa-guia é quem tinha permitido o aparecimento do tumor para proporcionar a oportunidade do osatoshi, e que se ela se tornasse membro, e servisse a Deus, que provavelmente o tumor desapareceria. No mesmo instante, a professora fez o agradecimento para ser membro e tornou-se membro da Associação.

    Eu tinha lhe recomendado aguardar um pouco até que o tumor se desintegrasse naturalmente (um tumor já formado requer um tempo até que haja a degradação completa das células), mas logo depois que ela se tornou membro, ficou decidida a data da cirurgia. Pelo fato de ser um hospital público, e a lista de espera de pacientes aguardando cirurgia ser muito longa, pensava-se que ela teria que esperar no mínimo uns dois meses. Mas, entendi que isso também era um plano de Deus, e lhe disse que provavelmente o tumor seria retirado por completo.

    A cirurgia foi realizada no dia 28 de março, e conforme eu previa, recebemos a notícia de que o tumor tinha sido retirado por completo. Acredito, sem sombra de dúvidas, que o osatoshi ajudou a separar o tumor do nervo no qual estava grudado. Desde o início, o médico havia dito que não seria possível retirar todo o tumor, mas que com a cirurgia o tumor ficaria bem menor. Então, imagino que o próprio médico tenha ficado bastante surpreso com o resultado.

    Conforme as palavras que eu tinha proferido, assim que a professora se tornou membro da Associação, Deus fez com que o tumor desaparecesse. Foi então que me dei conta de que o que eu tinha dito, na verdade, eram palavras que a deusa-guia da professora estava proferindo, através de mim.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigada por ter proporcionado um milagre maravilhoso como esse. Que eu possa continuar servindo-Vos. E, por favor, guie a professora para que ela também possa servir bastante à Associação.

    Depoimento 7

    Milagres de osatoshi ocorridos na família da F

    Relato: Choko Tereza Ito

    A sra. F conheceu o osatoshi através dos comentários da Andréa, mostrando interesse imediato em recebê-lo. A razão é que ela, o marido e até o filho estavam passando por sérios problemas.

    O marido dela sofria de depressão há muito tempo. Não tinha ânimo para viver e dizia que desejava largar o trabalho antes mesmo de conseguir se aposentar. Nos dias de folga, só se animava em sair de casa para beber. Ele estava se tornando um alcoólatra e agredia verbalmente a esposa e os filhos. Dentro de casa, eles viviam realmente no inferno.

    Dentre outros problemas de saúde, ele ainda era diabético. Fora isso, ainda tinha dores crônicas na perna direita que lentamente prejudicaram a sua locomoção.

    O marido é bunkon e estava sendo perturbado por muitos deuses. Ele foi um capitão da marinha portuguesa na vida passada. Os espíritos de piratas e soldados mortos nesse tempo estavam a perturbá-lo.

    O incrível é que com o primeiro osatoshi, a dor na perna desapareceu.
    Após o segundo osatoshi, ele fez um hemograma e foi constatado que o diabetes também havia regredido e, após um mês, outro exame comprovou que ele não sofria mais de diabetes.

    Não foi só isso. Ele parou de beber e se tornou uma pessoa gentil e carinhosa. Sem dúvida, a depressão também desapareceu e ele ficou mais animado, como sempre fora. E todos esses benefícios se deram com apenas três osatoshis.

    Agora, vamos falar sobre a esposa. Ela sofria de insônia, dores fortes e coceiras crônicas nas costas, dores estomacais e inflamações nos tendões dos pés.

    Ela é bunkon e esta é a sua terceira existência. Na vida passada ela havia sido um pirata. Depois, foi a esposa de um soldado da marinha portuguesa (ela era esposa do marido atual na vida passada também).

    Havia vários espíritos de soldados e de piratas perturbando, causando insônia, dores nas pernas e inflamações nas costas. Eles também perturbavam a vida financeira. Carregavam também outros espíritos que vinham em busca de ajuda, afetando a saúde da sra. F.

    A sra. F possuía uma grande mancha escura nas costas, que coçava absurdamente. Muito provavelmente, tal mancha fora causada pelo espírito da irmã da vida passada que havia morrido com doenças na pele (lepra), e que estava ali grudada. E também havia uma empregada da vida passada que havia morrido de câncer estomacal.

    Os deuses que a estavam perturbando, porque estavam vingativos da Hontai dela eram, em sua maioria, deuses invejosos da Hontai que causavam prejuízos financeiros. Em segundo lugar vinham os deuses que perturbavam o casal, fazendo com que o marido ficasse violento.

    Ela também melhorou completamente após o terceiro osatoshi. Financeiramente falando, o fato de o marido continuar trabalhando com ânimo e o fato de não precisar mais gastar com hospitais já ajudou bastante.

    Por fim, havia o grave problema do filho que sofria de hepatite C.

    O filho (24 anos) foi diagnosticado com hepatite C no início de 2011. A doença foi adquirida em uma transfusão de sangue quando tinha dois meses de vida.

    A hepatite C, quando crônica, pode evoluir para o câncer de fígado, e de acordo com os médicos, 80% dos casos de câncer de fígado são provenientes de hepatite C.

    O tratamento mais eficaz é a injeção de interferon, mas não são todos os vírus que são eliminados e a cura total só pode ser vista em cerca de 30% dos pacientes.

    Durante os osatoshi, descobri que o filho também era bunkon e havia vários deuses perturbando-o. Ele foi colocado no corpo de um ser humano desde a vida passada e foi filho dos seus pais atuais.

    Ele também foi um soldado da marinha na vida passada e também sofria perturbações de muitos espíritos de soldados e piratas desse tempo. Havia também um espírito vingativo que foi morto a tiros porque foi traído por ele, e também um filho da vida passada que havia morrido de pneumonia e queria ser salvo.

    O primeiro osatoshi foi realizado em 01 de Abril de 2011 e o quarto, em 06 de junho de 2011. Nesse último osatoshi já não apareceu mais nenhum deus ou espírito humano perturbando. O hemograma realizado em seguida não detectou mais nenhum vírus de hepatite C. O vírus estava zerado. Três meses depois, o rapaz refez o exame e confirmou-se que o vírus havia desaparecido.

    A hepatite C desapareceu completamente com apenas três sessões de osatoshi!

    Esse foi um caso em que uma família inteira recebeu milagres em espaço de tempo muito curto, o que me surpreendeu muito. Em minha prece, peço que essa família passe a ser instrumento de Deus daqui em diante para poder devolver a Deus todas essas graças recebidas.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas deste grande Universo, origem de tudo e de todos, muito, muito obrigada.

    Depoimento 8

    Elevação espiritual da A

    Relato: Choko Tereza Ito

    Senhoras e senhores, leitores do site, muito obrigada sempre.

    Hoje, quero comentar sobre o caso da A e as mudanças ocorridas com a sua Hontai, ou deusa-guia.

    Ela mora no Brasil e é vendedora em uma das maiores joalherias desse país há mais de 25 anos. Ela possui somente um dia de folga e em época de alta temporada, trabalha direto. Se conseguir um bom faturamento, o seu salário é muito bom, mas há também períodos sem vendas em que o salário se aproxima de zero.

    Por essa razão, todos os vendedores buscam oportunidades melhores de trabalho. E a A, que é mãe de duas crianças, desejava ter os finais de semana livres para passar mais tempo com elas. Em um país de poucas oportunidades como o Brasil, ela não sabia em que trabalhar. E assim, o tempo foi passando e já estava com 44 anos.

    A era tímida e não gostava de trabalhar atendendo os clientes, mas se esforçava muito no trabalho pensando no bem da família. O orçamento familiar estava sempre apertado. O marido estava desempregado, ficava em casa sempre e só conseguia pagar o supermercado e o condomínio mensal, o que levava A a aceitar ajuda financeira de seus pais para manter as contas em dia.

    E em meio a tudo isso, certo dia, ela adoeceu gravemente. Graças ao osatoshi, ela melhorou milagrosamente e mesmo com todas as dificuldades financeiras, ela continuou fazendo os agradecimentos de osatoshi semanalmente, para a família, para si mesma, para os antepassados e para as pessoas que conhecia e que faleceram, a fim de salvar suas almas e de ajudar todas os espíritos que pudesse ajudar.

    Entre todos esses espíritos, ela também fez agradecimentos para salvar os espíritos dos antepassados de uma amiga de sua filha.

    Alguns meses depois, ela encontrou, por acaso, com os pais dessa menina e, em meio à conversa, repentinamente, recebeu uma proposta de trabalho.

    A dominava cinco idiomas, inclusive o alemão. Ela já fez a tradução dos ensinamentos e deu para notar que ela faz um trabalho muito bem feito, com bastante competência.

    Esse arranjo, sem dúvida, foi uma retribuição dos antepassados da amiga que ficaram agradecidos a Andréa pela salvação que os proporcionou.

    Ela mesma foi se modificando na medida em que os deuses e espíritos vingativos iam se salvando através de osatoshi e prática de gratidão. Ela, que morria de timidez e não conseguia falar na frente dos outros, fez um bonito discurso no encontro dos colegas de trabalho e foi até eleita a representante da turma.

    Ainda, como era tímida, mesmo sabendo que osatoshi era muito eficiente, estava bastante resistente em introduzir as pessoas. Até que um dia ela recebeu uma mensagem de sua Hontai que dizia “Apresente a Shinri também às demais pessoas que estão passando por sofrimentos”. Mas ainda assim, hesitava pedindo um pouco mais de tempo.

    Então, o osatoshi para as filhas começou a não surtir mais efeito. E durante o osatoshi, a Hontai apareceu dizendo que ela era a responsável pela interrupção dos efeitos do osatoshi.

    O fato decisivo foi quando ela perdeu a voz repentinamente, três dias antes da entrevista de novo emprego. E no mesmo dia, o motor de seu carro quebrou causando sérios transtornos. As pernas também começaram a inchar. Questionando sobre o motivo de tudo isto estar ocorrendo, a Hontai surgiu e afirmou “Eu sou a causa de tudo”.

    Ela não teve mais escolha. Tomou coragem e apresentou as maravilhas do osatoshi para duas colegas do trabalho com muito fervor. As duas ouviram com bastante interesse. Uma delas estava enfrentando um grave problema e solicitou o osatoshi imediatamente.

    Logo depois, a Hontai da A apareceu, mas apareceu dançando como se não conseguisse disfarçar a sua alegria!!! Deu para sentir o quão importante era expandir a Shinri!

    Um pouco mais tarde, a Hontai da A se transformou de uma linda deusa ocidental para a deusa Kannon, a deusa da misericórdia. A deusa Kannon é uma deusa maior, que é a materialização de Deus Criador sobre a face da Terra, e reúne a força dos 48 deuses.

    Entendi que uma pessoa que faz esforços na servidão a Deus, e que consegue elevar seu nível espiritual, passa então a ser orientada por um deus também de nível mais elevado.

    Senhor Deus da luz, criador de todas as coisas desse grande Universo, origem de tudo e de todos, muito, obrigada por agraciar A com tanta proteção e por proporcionar os arranjos para o crescimento espiritual dela.

    Depoimento 9

    Os milagres de osatoshi

    Relato: Reisui Kinsei

    Até agora recebemos, em sua maioria, pedidos de osatoshi de pessoas enfermas que estão internadas, cujos tratamentos médicos já não são mais possíveis, e esses pedidos dos familiares têm contribuído para salvar os pacientes do sofrimento.

    Assistir o sofrimento de um ente querido é muito doloroso para os familiares.

    E ao receber o pedido, iniciamos o osatoshi na matriz fazendo com que a condição do paciente melhore consideravelmente.

    Se realizar o osatoshi antes de uma cirurgia difícil, produzirá um bom resultado.

    Pacientes terminais com câncer que passam por sofrimentos intensos sentem o alívio e conseguem prolongar a vida por mais alguns dias, podendo conversar tranquilamente com os familiares e assim, vão em paz.

    Vou apresentar os casos de osatoshi um pouco diferentes:

    1. Uma pessoa que estava desempregada há anos, após receber o primeiro osatoshi foi contratado em sua primeira entrevista.

    2. Alguém que desejava mudar de empresa e não encontrava boas oportunidades no mercado ofereceu o kisha e recebeu o osatoshi, sendo contratado para a empresa que desejava trabalhar, e no segundo kisha, conseguiu o aumento de salário almejado.

    3. Um indiano que vivia na Tailândia teve o visto americano negado por três vezes e quando ofereceu o kisha e recebeu o osatoshi, logo teve o visto concedido.

    4. O vice-presidente e o Diretor geral de uma empresa viviam em conflitos e o presidente ofereceu o kisha para salvar os ancestrais dos dois em conflito. Assim, eles se tornaram gentis um com o outro e começaram a agir em colaboração mútua.

    5. Um funcionário de médio escalão vivia renegando o trabalho e quando o presidente ofereceu o kisha para salvar os seus antepassados, o funcionário se tornou mais aplicado e colaborativo.

    6. Os familiares de um jovem que saiu de casa dizendo que queria se suicidar enviaram o pedido de osatoshi em seu nome e em nome dos seus antepassados à matriz. O Osatoshi fez com que esse jovem desistisse do suicídio e ele retornou à sua casa em alguns dias, são e salvo.

    7. A esposa e o filho que foram abandonados pelo marido que foi morar com a amante pediram o osatoshi em nome dos antepassados do marido e da amante, oferecendo o kisha. Na matriz, foi realizado o osatoshi e os antepassados das duas famílias foram enviados ao céu, e questionei se os atos dos seus descendentes eram bons. Dias depois, a amante e sua mãe trouxeram o marido dizendo “viemos devolver o seu marido” e foram embora. O marido também se tornou uma pessoa séria e correta após o ocorrido.

    8. Na escola, havia alguns alunos de classes especiais que eram briguentos e não sabiam mais como lidar com eles. Até o professor estava perdendo a paciência e ficando maluco, quando decidiu oferecer o kisha para cada um desses alunos, escrevendo o nome de seus antepassados e enviou à matriz. Os espíritos dos antepassados foram enviados ao céu e após isso, os alunos se tornaram dóceis e comportados. O comportamento dos alunos de outras salas que não receberam nenhuma medida semelhante continuou terrível.

    Ainda há inúmeros casos, mas não é possível relatar todos.

    Se há alguma questão que o está importunando, você também não desejaria oferecer o kisha e resolver esse problema?

    Entre em contato com um dos representantes em seu país que estão nos sites dessa Associação. Você pode procurar através do google entrando com o nome Reisui Kinsei e aparecerão os sites.

    Muito obrigado.

    Depoimento10

    Experiência de Osatoshi numa Classe de Estudo da Shinri

    Arnild Weiss

    Eu tive a primeira experiência de Osatoshi, já no segundo dia da nossa Classe de Estudos, num lindo domingo de setembro de 2012.

    A classe de estudos em si já foi muito interessante, mas o mais interessante aconteceu depois disso quando chegou a minha vez de receber osatoshi, na sessão de osatoshi. Eu estava um pouco nervosa, sem saber o que iria acontecer comigo, como na primeira vez que fui a uma sessão de macumba, e eu estava com medo de que um espirito fosse me possuir.

    A Choko começou o Osatoshi usando a Andréa Santos como espelho.

    Primeiro apareceu um espírito com uma cicatriz na testa, que queria ser salvo, um espírito de outra galáxia, sem relação nenhuma comigo. Ele tinha sido banido da sua terra, e apareceu porque eu fui a próxima a me sentar para fazer o Osatoshi. Ele queria “pegar uma carona”, só queria ser salvo; e ficou logo melhor, parecia uma criança pequena, balançando as perninhas, que não alcançavam o chão. Ele ficou grande e poderoso lendo o Omamori, e ele estava gostando do nosso grupo alegre. Foi embora depois de agradecer, pois queria passar na frente de todo mundo.

    O espírito que apareceu em seguida foi o meu marido. Eu fiquei com o coração na mão, muito nervosa, e a Choko perguntou se ele tinha uma mensagem para mim. Ele estava de frente para mim, descendo as mãos pelos meus braços, segurando as minhas mãos, olhando dentro dos meus olhos, falando que estava cuidando do nosso filho, que ele tinha que ter passado por tudo isso (meu filho faleceu de leucemia, depois de 4 anos doente), que ele é muito mais forte do que ele (pai), e que ele se tornou um anjo de verdade.

    Meu marido, então, olhou para o lado e chamou o meu filho Christian. Ele já era um anjo grande, muuuito puro e muuuito bonito, e ficou me acalmando para o pai poder falar comigo mais calma. Ele estava atrás de mim, me dando suporte, para poder ouvir o que o meu marido estava falando.

    Ele (meu marido) ficou falando para Andréa, dizendo “ELA, ELA (eu) fez tudo o que tinha que ter feito, ela já fez”. Disse que me considera a primeira mulher dele... ele fala muito, olhando para mim, e isso acabou trazendo um pouco de dificuldade para a Andréa entendê-lo. “Ele é muito apaixonado, é uma coisa bonita de ver” (palavras da Andréa).

    Ele disse que havia prometido que viria. Ele dizia para eu ter forças, e que ele vai ajudar a Cláudia (nossa filha) a me entender melhor. Ele cuida dos nossos netos, e a Cláudia não tem mais raiva de mim. O que aconteceu com a minha mãe é para eu aprender a perdoar.

    Ele agora está falando de uma pulseira que me deu, uma pulseira que tinha argolas e ouro, e por que eu não estava usando (Deu uma bronca na Andréa, que estava duvidando dele)? Ele pediu para eu usar a pulseira sempre. Eu falei com ele, pedi desculpas, falando o que eu sentia, e ele me confirmou que ouviu tudo, tudo, e por isso quis vir, e que no dia que eu fosse, ele seria a primeira pessoa a me pegar. Mas parece que ele veio mesmo para falar da pulseira, e para dizer que está cuidando dos netos e do meu filho, que é um anjo de verdade, um anjo mesmo.

    Perguntei sobre a minha diverticulite... parece que eram uns cientistas fazendo experimentos comigo, mas que não era nada demais, já passou (e passou mesmo).

    Disse que a partir desse dia participaria das classes de estudo, e pediu novamente que eu usasse a pulseira, e frisou que a tinha escolhido com muito carinho, num momento de muito amor. Prometeu vir a todas as classes, vai querer sempre falar comigo, mas que estava bem, estava mais leve, e ficou até o final do nosso encontro.....

    Andréa o descreveu como ele realmente era, passava uma coisa boa, risonha, e foi essa descrição, e o jeito dele de falar para a Andréa, de mencionar uma pulseira, da qual a Andréa não tinha noção, que me convenceu da seriedade e autenticidade da Shinri.

    O mais importante é que desde aquele dia me aquietei, estou mais calma por dentro, quando antes eu vivia muito angustiada, sem conhecer o motivo, e hoje em dia estou em paz. Já nos falamos em outras duas ocasiões depois disso, mas essa foi a mais especial e impactante.

    Estou muito agradecida à Andréa por ter me introduzido aos ensinamentos da Shinri, e terei o prazer de ajudar com os meus conhecimentos de alemão para divulgar a Associação de Estudos da Verdade = Lei de Deus.

    Senhor, Deus da Luz, muito, muito obrigada sempre !

    Práticas

    Prática 1

    Oração da manhã e da noite para os membros da Shinri

    Pela manhã:

    • Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado(a). (Repetir 3 vezes).
    • Senhor Deus da Luz, bom dia!
    • Agradeço pela Sua proteção, orientação e arranjos diários e por estar me usando na expansão da Verdade = Lei de Deus e na salvação da humanidade.
    • Peço que me eleve espiritualmente para ser usada por Ti ainda mais.
    • Peço também..... (o que desejar, se tiver) para que eu seja mais útil ainda a Deus.
    • Todos os deuses que estão trabalhando para Shinri e estão me protegendo e orientando, muito obrigado(a) sempre.
    • Deus-guia (Hontai), espírito-guia, espírito protetor e todos os ancestrais, muito obrigado(a) sempre. Peço que me orientem para que eu seja útil ao Senhor da Luz hoje também.
    • E a todas as pessoas relacionadas a mim, muito obrigado(a) sempre.

    (Prosseguir com a oração para Deus e, se tiver tempo, também com a oração para salvar os que estão nos perturbando; e fazer o osatoshi com Omamori).

    À noite:

    • Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado(a). (Repetir 3 vezes).
    • Senhor Deus da Luz, agradeço pela Sua proteção, orientação e arranjos e por ter me usado na expansão da Verdade = Lei de Deus.
    • Peço que continue me orientando para que eu me eleve espiritualmente para ser usada por Ti ainda mais.
    • Todos os deuses que estão trabalhando para Shinri e estão me protegendo e orientando, muito obrigado(a).
    • Deus-guia (Hontai), espírito-guia, espírito protetor e todos os ancestrais, muito obrigado(a). Peço que me orientem para que eu seja útil ao Senhor da Luz amanhã também.
    • E a todas as pessoas que me apoiaram e me ajudaram, muito obrigado(a).
    • Boa noite!

    Prática 2

    Como sintonizar com Deus Criador

    Toda vez que sentir medo, depressão, raiva, ou qualquer sentimento negativo, repita a seguinte frase três vezes, e a Luz de Deus emanará sobre você.

    E poderemos nos sentir tranquilos.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado (a).

    Se não resolver, faça a seguinte oração:

    Prática 3

    Oração para Deus

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Perdoa-me, por favor, pelos karmas acumulados em minha alma e corpo.

    E, por favor, guia-me e faze de mim filho(a) de Deus nobre e purificado(a) para poder servir a Ti.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Por favor, perdoa-me e purifica-me, protegendo-me e fazendo de mim um(a) filho(a) nobre e purificado(a).

    Repete-se a oração três vezes.

    Nota: geralmente usamos nos” para orar também pelos espíritos obsessores, assim:

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Perdoa-nos, por favor, pelos karmas acumulados em nossa alma e corpo.

    E, por favor, guia-nos e faze de nós filhos de Deus nobres e purificados para podermos servir a Ti.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Por favor, perdoa-nos e purifica-nos, protegendo-nos e fazendo de nós filhos nobres e purificados.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos é apenas uma definição de Deus Criador, não é a designação.

    Prática 4

    Oração para Deus para salvar os que estão nos perturbando

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Perdoa, por favor, os karmas acumulados por aqueles que estão me perturbando.

    E, por favor, guia-os e faz deles filhos de Deus nobres e purificados para poderem servir a Ti.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Por favor, perdoa-os, purifica-os e protege-os, fazendo deles filhos nobres e purificados capazes de servi-Lo.

    Prática 5

    Oração de pedido de perdão

    A oração de pedido de perdão é feita em três etapas.

    1. Oração de pedido de perdão para Deus Criador

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Eu sofro de...(problema financeiro, problema de saúde, etc) desde ....

    Como agora tenho um corpo físico, não me é possível lembrar da vida passada, mas, certamente, eu causei danos terríveis para muitas pessoas na vida passada. Eu sinto muitíssimo. Por favor, me perdoa por esses erros.

    Por favor, faz com que todos os que eu fiz sofrer na vida passada me perdoem. E me permita usar esse corpo físico preciosamente daqui em diante, para servir ao Senhor Deus da Luz na expansão da Verdade = Lei de Deus para o mundo inteiro, junto com todos esses que eu fiz sofrer.

    2. Oração de pedido de perdão aos espíritos obsessores.

    Quem está me obsediando, saiba que eu não posso me lembrar da vida passada porque agora tenho um corpo físico, mas eu sei que estou sofrendo de ... desde ... porque eu fiz os senhores sofrerem muito na vida passada.

    Por favor, perdoem por tudo que eu fiz aos senhores.

    Eu desejo, sinceramente, que todos sejam perdoados pelo Senhor Deus da Luz e se elevem para servir, lá no céu, ao Senhor Deus da Luz na expansão da Verdade = Lei de Deus para o mundo inteiro, o mais rápido possível.

    3. Oração ao Deus Criador pela salvação de espíritos

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Por favor, perdoa os pecados de todos os espíritos que estão me obsediando. E que todos eles recebam a Luz Divina e um novo lugar de treinamento no mundo espiritual.

    Peço, de todo coração, a permissão para que eles se elevem para servir, lá no céu, ao Senhor Deus da Luz na expansão da Verdade = Lei de Deus para o mundo inteiro, o mais rápido possível.

    Prática 6

    Prática de gratidão

    Obrigado/a [ nome da(s) pessoa(s) ]

    Sempre obrigado/a

    Sempre muito obrigado/a

    Muitíssimo obrigado/a

    Obrigado/a de coração

    Obrigado/a mesmo

    • Dentro dos parênteses coloque o nome de seu parceiro(a), filhos, pais, irmãos, amigos, chefes, colegas de trabalho, etc.
    • Imagine que a pessoa está na sua frente.
    • Para cada pessoa deve-se falar os seis obrigados.
    • Para os avós, pais e filhos fala-se obrigado(a) para o casal ou para todos os filhos ao mesmo tempo como, por exemplo: Obrigado(a), pai e mãe”, Obrigado(a), José e Maria”.
    • É bom falar obrigado(a)” para dez pessoas ao dia.
    • Quando se pronuncia a palavra obrigado(a) a energia positiva está sendo liberada.
    • O sentimento de gratidão eleva nosso nível espiritual e nos sintoniza com Deus.
    • Desta maneira, não nos sintonizamos com os espíritos baixos, evitando, assim, que os espíritos nos perturbem.
    • Por isso, quando se fala obrigado(a)” várias vezes, muitas coisas boas começam a acontecer.
    • Vamos agradecer dizendo obrigado(a)” várias vezes ao dia.

    Outras práticas de gratidão

    · Para a construção de uma família feliz, a esposa tem um papel central.

    · Vamos dizer obrigada para o marido, os filhos e para muitas outras pessoas com as quais temos contato.

    · Uma felicidade inesperada chegará até você.

    1. Para o marido agradecemos dizendo: Obrigada sempre, amor, pelo trabalho duro por nós” em várias ocasiões. O seu marido vai se sentir encorajado para trabalhar duro para a amada esposa e filhos mesmo nas horas difíceis.

    2. Para os filhos dizemos: obrigada(o) [nome do(s) filho(s)] por ter(em) nascido filho(s)(a)(s) do pai e da mãe. O seu pai e a sua mãe estão muito felizes”. Fale o quanto puder.

    Adicionalmente, mencione a palavra obrigado(a)” em várias ocasiões. Seus filhos vão amar os pais e vão se tornar bons filhos.

    3. Para os pais dizemos: muito obrigado(a) por me dar a vida”

    4. Para os sogros dizemos: obrigado(a) por dar vida ao (nome do marido ou da esposa)”. Os sogros ficarão felizes e o relacionamento de vocês será muito melhor.

    Prática 7

    A arte de dialogar com a alma das pessoas:
    Diálogo em uma dimensão maior.

    Uma das formas de melhorar as relações interpessoais é o diálogo em uma dimensão maior, ou seja, diálogo com a alma das pessoas.

    É uma forma de conversar com as pessoas de difícil trato ou com aquelas com as quais as relações estão estremecidas devido a desentendimentos. Podemos manter um diálogo com a alma de uma pessoa como se ela estivesse na nossa frente. Não há distância física no mundo dos espíritos (mundo da dimensão maior) e por esta razão, logo que a chamamos, ela pode aparecer na nossa frente.

    Então, é possível pedir desculpas, abrir o coração e ser sincero conversando sobre assuntos que não conseguiríamos falar pessoalmente.

    Por exemplo, após um desentendimento que gerou conflito com um amigo, podemos explicar à alma dessa pessoa esse mal-entendido e pedir desculpas. Agindo assim, quando nos encontrarmos novamente com esta pessoa, ficará mais fácil fazer as pazes.

    Ainda, quando temos que discutir um assunto difícil, vamos nos adiantar e explicar o assunto previamente. Assim, a reunião (ou o encontro) tornar-se-á mais fácil e os assuntos serão resolvidos com maior facilidade.

    Cuidados ao realizar esta prática:

    ”. Contudo, não podemos realizar esta prática irresponsavelmente, com intuito de brincadeira. Devemos, imprescindivelmente, nos sintonizar com as vibrações de Deus e orar da seguinte forma:

    Permita que eu realize essa prática com tal e tal objetivo

    COMO DIALOGAR:

    1) - Modo de se sintonizar com Deus:

    • >Vamos chamar pelo nome do Deus no qual acreditamos. Se não cremos em nenhum Deus, podemos orar assim:
    • Senhor Deus da Luz, criador de todas as coisas desse Grande Universo, Origem de Tudo e de Todos, muito, muito obrigado(a)” repetindo-a 3 vezes. Vamos fazer reverência quando pronunciarmos o primeiro muito”, e permanecer fazendo reverência (curvado) até finalizarmos o muito obrigado(a)”.
    • E vamos orar assim: A partir de agora, gostaria de conversar com a alma do fulano de tal sobre tal e tal assunto, com tal e tal objetivo. Por favor, peço humildemente que me proteja e me ilumine”.

    2) - Como fazer:

    Feche os olhos e imagine que a pessoa está na sua frente e chame por ela. Neste momento, podemos verificar a expressão facial desta pessoa. Se ela parecer brava, quer dizer que ela sente algum ressentimento por nós.

    Vamos elogiar essa pessoa até que ela se torne sorridente. Depois de ficar mais amigável, vamos conversar e explicar a situação a ela.

    Observação:

    Não é porque obtivemos sucesso na primeira vez que da vez seguinte vamos realizar esta prática sem o devido respeito, sem nos sintonizarmos com Deus, pois corre-se o risco de sermos manipulados por espíritos malignos. Cuidado!

    Exemplo:

    Após um desentendimento, o presidente da empresa A ficou furioso com o presidente da empresa B. Nesse incidente, ele utilizou a prática do diálogo em dimensão maior, imaginando que o outro presidente estivesse em sua frente, e explicou minuciosamente o que havia acontecido com o intuito de desfazer o mal-entendido. Aos poucos, a expressão facial do presidente A foi mudando, no início de rancorosa para uma expressão mais amigável e, no final, já estava sorridente.

    Depois disso, quando o presidente B telefonou para o presidente A, ele estava com bom humor e imediatamente compreendeu a situação dizendo: Ah, sim, entendo”, e o desentendimento foi facilmente desfeito.

    Prática 8

    Como nos energizarmos

    Antes, uma breve explicação sobre o que nos acontece ao fazermos osatoshis:

    • Quando fazemos osatoshi ou enviamos energia para outras pessoas, na realidade nós estamos ganhando energia, e não perdendo.
    • Quando fazemos osatoshi e a oração para o Senhor Deus da Luz, é a Luz de Deus que emana sobre nós e nos dá bastante energia.
    • Quando aplicamos a energia (Luz de Deus) em outras pessoas, estamos apenas servindo como uma espécie de canal de transmissão”, ou seja, não é a nossa energia que sai, mas sim a energia de Deus que flui através de nós. Por isso, quanto mais energia transmitimos mais leve ficamos.
    • Sentimos que perdemos energia por causa do cansaço proveniente da força física e da concentração que dedicamos no momento do osatoshi ou da aplicação de energia.
    • Às vezes, há o que chamamos de transferência de carma” que pode ocorrer no momento em que se está fazendo o osatoshi, já que é nesse instante que os deuses e/ou os espíritos aproveitam para nos atacar.
    • Porém, ao final do osatoshi todos esses deuses e/ou espíritos são salvos e, logo depois, não sentimos mais nada.
    • Mas, se ainda restarem alguns deuses e/ou espíritos que não tenham conseguido ser salvos, aí sim, eles permanecerão conosco” (grudados) e sentiremos que perdemos energia.
    • Por esse motivo, sempre que percebermos que perdemos energia, devemos repetir o osatoshi até nos sentirmos em melhores condições. Caso isso não aconteça e o mal-estar persistir, por favor, escrevam para mim (Choko Tereza) e poderei identificar o que está acontecendo.

    Bem, iremos agora ensinar como devemos fazer para nos energizarmos:

    Cada um de nós possui um tanquinho de energia” na altura da barriga indo até o estômago (o nosso mestre enxerga esse tanque. Há também um membro do Japão que pode nos dizer qual a percentagem de energia de nosso tanque).

    Aquele que possui o tanque sempre cheio, não sente muito cansaço. Nós sentimos cansaço físico quando nosso tanque de energia está baixo. Nesse caso, há uma maneira de enchê-lo:

    1) – Devemos nos sentar confortavelmente em uma cadeira ou sofá onde possamos apoiar e descansar nossos braços. As palmas das nossas mãos devem estar viradas para cima, e devemos imaginar que a Luz de Deus está entrando através delas; e está enchendo o nosso tanque de energia.

    2) – Em seguida, oremos ao Senhor Deus da Luz a seguinte oração:

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado(a). Por favor, dê-me energia e me permita encher o meu tanque.”

    3) - Depois de passados alguns minutos nessa posição, começamos a sentir que nossas mãos estão formigando, ou então que algo está saindo por elas. São as toxinas acumuladas no nosso corpo (elas geralmente se acumulam no fundo do nosso tanque) que estão sendo expelidas. Isso é um sinal de que nosso corpo está sendo limpo.

    4) – Em seguida, devemos esfregar nossas mãos para nos livrarmos dessas toxinas. Depois, devemos voltar a descansar os braços na poltrona, mas só que agora com as palmas das mãos viradas para baixo. Assim, a Luz de Deus entrará pelo dorso das nossas mãos e, ao mesmo tempo, as toxinas continuarão sendo expelidas pelas palmas das nossas mãos e cairão no chão.

    5) – Devemos nos certificar de que não há nada embaixo das palmas das nossas mãos; pois se tiver algo, tudo ficará sujo devido às toxinas que serão expulsas.

    Por exemplo, não se faz esse procedimento com as mãos em cima dos joelhos ou sobre alguém.

    6) – Devemos permanecer assim por quanto tempo desejarmos, até percebermos que nosso corpo está repleto de energia. Geralmente sentimos calor na parte do estômago, ou sentimos um calor gostoso por todo o nosso corpo.

    7) – Também podemos começar a energização com as palmas das mãos viradas para baixo e, de vez em quando, movimentá-las para que as toxinas se desgrudem.

    Finalização:

    Depois de terminarmos, devemos agradecer a Deus assim:

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado(a) por ter enchido o meu tanque e limpado o meu corpo.”

    OBS: esse procedimento pode ser feito todos os dias e a qualquer momento com o intuito de repor as energias.

    Prática 9

    Como receber conselhos de nosso deus-guia (Hontai)

    Antes de começarmos:

    O que faremos adiante é puramente com a intenção de podermos nos elevar ao nível do nosso deus-guia (Hontai). Assim, não correremos o risco de nos sintonizarmos com maus espíritos ou deuses.

    Essa preparação nos envolverá em muita Luz, impedindo, dessa maneira, que os espíritos acima mencionados se infiltrem e dêem informações e recados errôneos.

    Primeiro passo:

    Repetir o nome completo de Deus três vezes, e pedir permissão para falar com o deus-guia. Pedir também aos deusesauxiliaresda Shinri para nos protegerem, como se segue:

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse Grande Universo, Origem de tudo e de todos, muito, muito obrigado(a)

    Permita-me falar com o meu deus-guia. Deuses Auxiliares de Shinri, por favor me protejam.”

    Segundo passo:

    Em seguida, recitar a oração para Deus três vezes:

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Perdoa-nos, por favor, pelos karmas acumulados em nossa alma e corpo.

    E, por favor, guia-nos e faze de nós filhos de Deus nobres e purificados para podermos servir a Ti.

    Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos

    Por favor, perdoa-nos e purifica-nos, protegendo-nos e fazendo de nós filhos nobres e purificados.”

    Terceiro passo:

    • Devemos explicar, detalhadamente, ao nosso deus guia (Hontai) tudo aquilo que nos aflige como, por exemplo: nossos receios, nossas ideias, nossos problemas, etc.
    • Enquanto estivermos explicando, receberemos uma inspiração; uma idéia nova; esse é o recado do nosso deus-guia (Hontai).
    • Se não conseguirmos captar nada nesse momento, não há problema algum, pois o deus-guia vai se utilizar de pessoas comuns a nossa volta para nos dar o(s) recados(s).
    • Devemos, por isso mesmo, ficar sempre atentos às palavras das pessoas que nos falam; ao que se ouve na televisão, etc.

    OBS:


    -
    Às vezes, o deus-guia repete a mesma palavra, ou frase, ou dica três vezes.

    - Em outros momentos, ele nos fala através dos nossos sonhos. Neste caso, o sonho é bem claro e colorido.

    IMPORTANTE: nunca pergunte sobre o futuro, pois não nos é permitido saber do futuro.

    Ensinamentos

    Ensinamento 1

    O que vêm a ser os ensinamentos da Verdade = Lei de Deus

    A Verdade=Lei de Deus nos ensina os métodos de construir um lar repleto de felicidade, tanto para os deuses como para os homens.

    O desejo de Deus é que todos os deuses e todos os homens vivam repletos de felicidades.

    E Verdade=Lei de Deus nos ensina em detalhes esses métodos, que são iguais tanto no mundo divino quanto no mundo dos homens.

    São métodos fáceis em que todos sem exceção conseguem ser felizes. Se houver exceção, então não mais será Verdade.

    Em se praticando, teremos prontamente bons resultados. E depois é só continuar praticando que cada vez mais iremos melhorando. Apenas saber, sem colocar em prática, não trará resultado algum.

    Deus nos diz que não praticar o que nos é ensinado é um erro muito grande.

    Os homens sofrem as perturbações de deuses e espíritos humanos e de animais que nos levam à pobreza, nos trazem doenças, tragédias e desarmonias.

    Quando salvamos esses deuses fazendo com que retomem a divindade original ou quando fazemos com que os espíritos humanos e de animais possam subir para o céu, esses problemas serão resolvidos e, sendo assim, nosso destino será mais promissor.

    Podemos aprender esses métodos inéditos em classes de estudos e podemos nós mesmos salvar esses deuses e espíritos para ajudar as pessoas a terem um futuro melhor.. Conseqüentemente, poderemos acumular virtudes e elevar o nosso nível espiritual. Assim o nosso próprio destino também será mais próspero.

    Eis os ensinamentos da Verdade=Lei de Deus.

    Ensinamento 2

    A essência das coisas é bem simples

    O que vemos através dos nossos olhos e experimentamos no cotidiano é o resultado das interações de muitas coisas; e esses resultados são complexos. Porém, as coisas que interagem são bem simples.

    Uma equação complicada sempre tem respostas simples. As matérias são compostas de elementos bem simples. Uma curva complicada é o resultado da interação de linhas retas.

    Não gostamos de complicar. Gostamos de simplificar para facilitarmos o entendimento. Por isso procuramos saber os porquês”. Cada um de nós carrega no íntimo a sede do saber. Isso se deve ao fato de o ser humano ter a natureza divina dentro de si.

    A busca pelo conhecimento nos leva a investigar a fundo os assuntos a fim de descobrirmos a essência das coisas. Quanto mais elevada for a alma de um indivíduo, mais acentuada se tornará essa ânsia pelo saber. Consequentemente, quanto mais próxima de Deus a pessoa estiver, mais sábia se tornará; pois Deus é o mais sábio de todos.

    Os que possuem uma alma elevada são os mais objetivos e modestos, pois sabem que a essência das coisas é bem simples.

    Assim foi com Newton que descobriu a força da gravidade. Assim também foi com Buda que quis saber o porquê dos sofrimentos, e acabou descobrindo a existência dos carmas das vidas passadas. E assim por diante.

    O mestre Utsumi foi outro que sempre gostou de estudar e investigar. Dessa maneira, ele descobriu a essência (o segredo) de como fazer os espíritos subirem para o céu, de como fazer uma família completamente feliz, da existência de bunkon e Hontai, e de muitas outras coisas importantes.

    E o mestre sempre fala: A essência das coisas é bem simples. Mas só quem estuda a fundo as coisas consegue descobrir essa essência”.

    Então, nós os filhos de Deus, vamos nos esforçar para estudarmos a fundo e descobrirmos a essência das coisas.

    Vamos participar das classes de estudos da Associação Verdade=Lei de Deus.

    Ensinamento 3

    Tudo que existe no Universo é um pedaço de Deus

    Tudo que existe nesse Universo e no mundo invisível, ou seja, os deuses, as partículas espirituais e astrais; e no mundo visível, como os seres humanos, animais, vegetais, montanhas e rios, edifícios e carros; todos são uma parte de Deus. Melhor dizendo, todos são feitos de um mesmo constituinte: o corpo de Deus.

    Eis a razão pela qual Deus não pode mudar os pensamentos e os egos dos homens como bem desejar. Eis a verdadeira razão da existência do livre arbítrio”.

    Podemos concluir, então, que o Deus que pareceu estar lá no alto, bem distante de nós, na verdade é o que está mais próximo de nós.

    Se somos uma parte de Deus, como podemos ser felizes se o nosso pensamento está distante de Deus?

    Os religiosos profetizavam: o Deus que estava até hoje escondido irá um dia aparecer sobre a face da Terra”.

    Na verdade, o real sentido de tais palavras é que os homens iriam descobrir um dia que eles são uma parte de Deus. Essa descoberta foi permitida por Deus a esta Associação Verdade=Lei de Deus.

    Ensinamento 4

    OS PLANOS DE DEUS

    Por que Deus criou o Mundo Físico?

    Deus criou a Terra - o mundo físico – com a finalidade de aqui edificar um mundo tão maravilhoso quanto o mundo divino através da matéria. Sua intenção foi criar o Paraíso Terrestre. E assim Deus concebeu os seres humanos com corpos físicos como os construtores desse Paraíso Terrestre.

    As coisas que os seres humanos pensam ter descoberto são, na verdade, a materialização daquilo que já existe no mundo divino.

    Os deuses e os espíritos não possuem corpo físico e, como tal, seus poderes são muito limitados para poderem agir diretamente no mundo físico.

    Os seres humanos são os únicos que podem atuar diretamente sobre os elementos físicos e criar coisas neste mundo.

    Pensando assim, a habilidade humana em trabalhar com a matéria possibilitaria a criação de muitos objetos bem como o surgimento de diversos inventos no nosso planeta que nem sequer estariam originalmente incluídos nos planos de Deus (coisas que Deus ainda nem teria testado).

    É justamente essa disposição dos seres humanos para investigar e pesquisar que os leva a descobrir um número incalculável de possibilidades que ultrapassam as expectativas de Deus.

    Deus também aprende e cresce através desses conhecimentos advindos dos estudos realizados pelos humanos.

    Essa vontade de procurar coisas novas motivou Deus a criar o mundo físico.

    Resumindo: o verdadeiro motivo da criação do mundo físico e dos seres humanos está no fato de Deus querer ver no mundo físico o que não pode ser visto no mundo divino.

    O que Deus almeja para os seres humanos?

    Deus deseja que os seres humanos construam um mundo físico no planeta tão maravilhoso quanto o mundo divino. E, além disso, que construam uma família plenamente feliz nesse recém-criado mundo.

    Entretanto, a grande maioria dos seres humanos não se lembra de suas vidas passadas ou de suas ações passadas; além do que, por causa do próprio ego, os espíritos e os corpos humanos se tornaram impuros. Com a finalidade de purificação, Deus criou um plano (ou programa) para se adequar a cada pessoa, de maneira a guiá-la a alcançar sua felicidade.

    Uma pessoa que possui uma alma divina dentro do corpo físico (Bunkon), precisa elevar seu nível espiritual para o caráter divino com o intuito de se tornar um habitante da civilização celestial na Terra.

    Uma pessoa com a alma humana deve ter o seu nível espiritual elevado até o nível do habitante do céu primeiro, e então se esforçar para se divinizar.

    O forte desejo de Deus:

    A missão de todos os espíritos de Deus bem como de todos os seres humanos é construir uma família completamente feliz. Como isso seria possível?

    Sendo filhos de Deus que cumprem os desejos de Deus.

    Deus deseja fortemente que todos os espíritos divinos, assim como os seres humanos, vivam plenamente felizes. A Verdade = Lei de Deus nos ensina o método para atingir este objetivo.

    Para cumprir o desejo de Deus, vamos servi-Lo auxiliando na divulgação da Verdade = Lei de Deus; e, também, ajudando a salvar o mundo e as pessoas que nele habitam.

    Ensinamento 5

    O que Agrada e Satisfaz a Deus e o que O Desagrada?

    As atitudes que agradam a Deus são aquelas que seguem os princípios da Shinri = Kaminori (Verdade = Lei de Deus), a seguir.

    •  Deus vem sempre em primeiro lugar, não importa a circunstância. Não nos esqueçamos do nosso compromisso com Deus
    • Ao tomarmos uma decisão – bem lá no fundo do nosso coração – a respeito de qualquer assunto relacionado a Deus, ou manifestarmos alguma intenção que nos leve a Deus, isso já significa que estamos comprometidos com Ele. Isso pode ser percebido, por exemplo, ao pronunciarmos frases do tipo: Neste mês vou doar esse dinheiro”; ou Neste mês começarei o curso de Shinri = Kaminori”.
    • Não criticquemos os outros
      Não criticar aqueles cuja opinião é diferente da nossa; não julgar o que é certo e o que é errado.
    • Devemos entregar tudo nas mãos de Deus; nas mãos da Providência Divina
      Essa atitude agrada a Deus porque isso significa que aceitamos os desígnios de Deus. Não há motivo para ficarmos ansiosos questionando o porquê disto ou daquilo; simplesmente sejamos obedientes ao aceitarmos o que estiver por vir.
    • As vibrações de nossos espíritos devem entrar em sintonia com Deus. Devemos sempre agradecer a Ele por tudo (como sintonizar com Deus)
      Sempre oremos assim: Senhor Deus da Luz, Criador de Todas as Coisas Desse Grande Universo, Origem de Tudo e de Todos, Muito, Muito Obrigado(a)”.
      Obs: Assim que recitarmos essa oração, a Luz Divina nos envolverá. Por isso, essa oração nos acalma quando estamos agitados, nos traz tranquilidade à alma quando estamos ansiosos e com medo de algo, nos traz pensamentos positivos quando estamos pensando negativamente sobre algo ou alguém. Repetir a oração 3 vezes. Se não bastar, a oração pode ser repetida várias vezes até que a pessoa se sinta melhor.
    • Devemos perdoar sempre, sem jamais perseguir ou pressionar os outros por causa dos erros que eles cometeram em algum momento de suas vidas
      Ao perdoarmos, também seremos perdoados.
    • Devemos agir com os outros da mesma maneira que aqueles que estão no céu agiriam
      Partindo-se do princípio de que todos os seres humanos são parte de Deus, ao tentarmos satisfazer e agradar aos outros estaremos, também, agradando a Deus.
      Como agem os que estão no céu? eles são sempre alegres, obedientes, amáveis e gentis com todos sem restrições; e as palavras e atitudes são sempre delicadas e refinadas.
    • Façamos parte dos planos de Deus
      Devemos nos aprofundar nos ensinamentos da Shinri para expandi-la ao redor do mundo. Vamos servir a Deus com alegria!
    • Devemos aprender sobre a Shinri = Kaminori
      Ao demonstrarmos nossa determinação em aprendermos tudo sobre Deus, estaremos satisfazendo a Ele.
    • Temos a tarefa de constituir uma família feliz
      O segredo para que uma família viva em harmonia está na prática dos ensinamentos da Shinri = Kaminori e no ato de agradecer, diária e constantemente, a todos os membros da família. É preciso que expressemos, em palavras, nossos sentimentos de gratidão aos nossos familiares.
    • Devemos cuidar de nós mesmos com carinho, mantendo-nos saudáveis, bem dispostos e limpos (no sentido de nobres e puros)
      Já que tudo neste mundo é uma parte de Deus, torna-se imprescindível mantermos nossos corpos e tudo ao nosso redor bem organizado e limpo.

    As atitudes que agradam a Deus e aquelas que O desagradam são exatamente iguais tanto no mundo divino e no mundo espiritual quanto no mundo físico.

    As experiências de proteções e de arranjos que recebemos de Deus devem ser postadas no fórum na Internet. Deus ficará bastante satisfeito.

    Fórum na Internet: http://www.god-law.com/prt/

    As atitudes que desagradam a Deus:

    • Colocarmos Deus em segundo plano.
      Devemos ter em mente que Deus vem sempre em primeiro lugar.
      Por exemplo: não devemos pensar como se eu tiver algum tempo livre vou me inscrever nas classes de estudo de Shinri = Kaminori, já que é perto do lugar para onde estou indo”. Em vez disso, devemos pensar faço questão de reservar um tempo livre para freqüentar as aulas do curso de Shinri porque vou estar por perto”.
    • Quebrarmos uma promessa feita aDeus
      Esta é a atitude que Deus mais reprova.
      Por exemplo: nos comprometemos com Deus a freqüentar as classes de estudo da Shinri, mas não comparecemos porque aconteceu um imprevisto.
      O que acontecerá, muito comumente, é que esse trabalho não andará como previsto e, então, nos arrependeremos por não termos escolhido ir às aulas.
    • Criticarmos os outros.
      Os seres humanos não têm o direito de julgar. Decidir ou julgar aquilo que é bom” ou ruim”, utilizando os critérios humanos, diminui nosso nível espiritual.
    • Termos sentimentos de ódio e de raiva.
      Quando odiamos alguém, nossas vibrações entram em sintonia com os espíritos que também estão fortemente ressentidos conosco (espíritos vingativos) e, com isso, sofremos ataques cada vez mais intensos desses espíritos.
      Todos nós somos parte de Deus e, por essa razão, quando estamos com ódio de alguém significa que também estamos odiando e atacando Deus.
    • Ofendermos os outros.
      Toda vez que ofendemos alguém originamos um novo karma; além do que, ao ficarmos com raiva, também estamos criando um karma negativo para nós mesmos.
      Para evitarmos esses sentimentos de rancor devemos nos colocar na posição do outro.
    • Não demonstrarmos gratidão a Deus pela proteção recebida.
      Quando não agradecemos pela proteção recebida, estamos demonstrando uma falta de respeito para com Deus.
      ão perceber a proteção recebida é também outra forma de falta de respeito.
    • Jogatina.
      Na sua essência, a jogatina é algo que vai de encontro aos princípios da Lei de Deus.
      Entretanto, ela é permitida, às vezes, em situações transitórias como, por exemplo, jogar na loteria por um momento de inspiração, mas não por vício ou por pura diversão.
    • Fumo.
      O ato de fumar representa o quanto estamos voluntariamente prejudicando nosso próprio corpo, corpo este que nos foi dado por Deus.
      O fumo é prejudicial ao nosso corpo físico, astral e espiritual .
      A dependência da nicotina pode ser interpretada como se estivéssemos vendendo nosso corpo e nossa alma à nicotina.
    • Nos preocuparmos em excesso.
      Quando temos pensamentos negativos, todo o nosso corpo é afetado negativamente e isso não nos ajudará a resolver os problemas. Devemos, então, ter sempre pensamentos positivos.
      Os pensamentos negativos (como se preocupar demasiadamente, sentir remorso, os desapontamentos, etc.) produzem toxinas no nosso cérebro.
      Tais toxinas percorrem nosso sistema linfático e podem, por exemplo, nos deixar doentes causando o enrijecimento da boca do estômago” ou da base das orelhas provocando problemas de audição.
      Se preocupar demasiadamente significa não acreditar em Deus.
      Se ocorrer um acidente ou um desastre natural, por exemplo, numa localidade próxima àquela em que a pessoa que freqüenta as classes de estudo de Shinri = Kaminori se encontra, Deus não permitirá que nada aconteça a essa pessoa; ela estará absolutamente protegida.
      Por isso mesmo não há motivo para dizer ao outro tome cuidado”. Deus já está protegendo tudo e todos. Deixemos tudo nas mãos de Deus.

      O termo em japonês Shimpai”, que significa preocupar-se”, quando relacionado a Deus, ganha o sentido de colocar Deus de lado”; por esta razão, devemos ter sempre pensamentos positivos.

      Pensamentos do tipo o que eu farei se isso ou aquilo acontecer comigo?” apenas darão uma idéia para os espíritos vingativos sobre a maneira mais eficaz de perturbá-lo.
      Então, vamos pensar sempre de maneira positiva, o que agrada a Deus.

      Às vezes nos preocupamos sobre o que fazermos se fracassarmos.
      Nessa hora, o que vem à nossa mente são geralmente as desculpas” que damos quando fracassamos.
      Essa é uma atitude de autopreservação, de transfência da responsabilidades dos nossos atos para os outros.

      Quando cometemos um erro, a melhor solução é sermos honestos e pedirmos desculpas. Vamos fazer isso com toda a sinceridade, curvando nossa cabeça em sinal de humildade e pensar numa maneira construtiva de nos redimirmos dos nossos erros.
    • Remorso
      Termos sentimento de remorso quanto ao nosso passado que apenas nos leva a um gasto desnecessário de energia. Em vez de pensarmos deveria ter feito diferente”, seria melhor usarmos tal experiência numa oportunidade futura como um aprendizado.

      Quando estamos na dúvida, o melhor a fazer á agir. Sentir remorso por algo que fizemos é melhor do que senti-lo por algo que nem sequer tentamos fazer. Mesmo se fracassarmos, o consolo será saber que aquilo que fizemos serviu como um fenômeno de purificação e devemos agradecer por essa limpeza. Porém, nos arrependermos por algo que nunca fizemos ficará para sempre em nossa memória. Por essa razão é tão importante não termos remorso pelo passado (não devemos ficar remoendo o passado).

    Um exemplo de arrependimento (1): A história da Coca-Cola

    Durante o tempo em que o Sr. Takeo Fukuda (já falecido) exerceu o cargo de Ministro das Finanças do Japão, foi-lhe oferecida a compra dos direitos da Coca-Cola. O Sr. Fukuda, então, sugeriu a cinco outros políticos que comprassem tais direitos, onde cada um deles investiria o equivalente a 200.000 yens. Decidiu-se, então, que cada um levasse o dinheiro na reunião subseqüente. No dia marcado, apenas quatro trouxeram o dinheiro. Aquele que não trouxera o valor estipulado alegou não ser possível gastar dinheiro em um negócio de risco. Além disso, ele se opôs aos outros quatro que investiram dinheiro na negociação. Por fim, a negociação foi cancelada.

    O Sr. Kakuei Tanaka (já falecido), ao ouvir tal história, decidiu comprar sozinho os direitos da Coca-Cola. Sua oferta foi de 500.000 yens e também convidou quatro amigos para participarem da transação e cada um deles investiu a quantia de 100.000 yens. Após essa transação, os direitos geraram lucros enormes e cada investidor viu sua renda aumentar de maneira extraordinária. Quando souberam dessa história, os políticos que haviam desistido da negociação mostraram-se profundamente arrependidos durante anos.

    Um exemplo de arrependimento (2): A história do terreno de 660 m²

    Havia um comerciante que estava procurando um terreno de aproximadamente 330 m² para construir uma loja. Ele encontrou um lugar que atendia perfeitamente às suas necessidades, mas o terreno tinha 660 m². Ele perguntou ao proprietário do terreno se ele venderia apenas a metade do mesmo, mas o proprietário se recusou, afirmando que venderia apenas o terreno inteiro.

    Naquela época, o comerciante tinha o dinheiro suficiente para comprar o terreno inteiro, mas pelo fato de ter hesitado, ele preferiu não comprar. Depois desse ocorrido, a zona de comércio ao redor daquele terreno cresceu tanto que o terreno se valorizou rapidamente e seu preço aumentou bastante.

    Mesmo quando ficamos hesitantes, ainda assim devemos agir. Se o comerciante da história acima tivesse comprado o terreno de 660 m², ele ainda assim teria a opção, caso se arrependesse no futuro, de vender metade do terreno. No pior dos casos, se o valor caísse, mesmo assim ainda seria possível aceitar esse fato como um fenômeno de purificação e ficar grato a Deus.

    Ensinamento 6

    Deus não exalta o sacrifício

    O que de bom fizermos para Deus retornará para nós numa escala de dez a até 100 vezes mais.

    Deus não aceita nenhum favor dos seres humanos sem retribuí-lo.

    Quando Deus retribui nossas ações, ou quando Ele nos oferece Sua proteção pelo nosso agradecimento de kisha”, Ele o faz nos dando o que mais precisamos naquele determinado momento ou situação.

    Deus retribui nosso favor de maneira a melhorar nossa evolução.

    Você já deve ter ouvido a palavra Alquimia”, a fórmula secreta para transformar os metais em ouro.

    Na verdade, esta palavra deriva do Cristianismo. Acredita-se que ao oferecermos kisha” a Deus, nós receberemos imediatamente uma proteção enorme, assim como um grande retorno financeiro.

    Como consequência, é possível oferecer kishas” cada vez maiores e receber uma proteção cada vez maior.

    Este ciclo se repete a cada vez numa escala maior até que nos tornemos milionários. Esse é o verdadeiro significado de Alquimia.

    Os descendentes daqueles que deram sua contribuição para expandir a verdade” de Moiséis, de Buddha e de Jesus Cristo são os atuais milionários do Oriente Médio e da Índia.

    Kisha” significa oferecer dinheiro ou objetos a Deus para que a verdade sobre a Shinri = Kaminori possa ser expandida pelo mundo.

    Deus garantirá que receberemos algo em retribuição por termos feito o agradecimento de kisha”. Entretanto, isso não quer dizer, necessariamente, que esse retorno será em forma de dinheiro. Deus nos dará o retorno da maneira que nos será necessária naquele determinado momento.

    Ensinamento 7

    O segredo para ser feliz é se tornar uma pessoa que agrada a Deus.

    Se formos mal-educados com Deus, coisas ruins retornarão para nós dez a até 100 vezes mais.

    Ser mal-educado com Deus significa negá-Lo ou quebrar uma promessa feita a Ele; ou até mesmo ser mal-agradecido pela proteção recebida.

    Por exemplo: suponhamos que recebemos a proteção de Deus; mas nos afastamos Dele por termos achado, erradamente, que para alcançar maior felicidade há outras coisas mais importantes que Deus.

    Quando nosso ego fala mais alto, o coração de Deus não consegue nos alcançar e Deus não consegue nos guiar como Ele gostaria.

    Como conseqüência, se formos mal-educados com Deus e nos afastarmos Dele, nós perderemos a Sua proteção. Sendo assim, os espíritos voltarão a nos perturbar e seremos punidos através dos Admoestadores, e teremos que aguentar um sofrimento extremo que poderá ser muitas vezes mais forte que o karma que já temos.

    Ao permitir que uma pessoa viva seu próprio sofrimento, Deus está dando a oportunidade a essa pessoa de reconsiderar seus atos e corrigi-los.

    O Deus (Criador), os deuses Amatsu (os 48 deuses responsáveis pela Terra), e os deuses; todos são grandiosamente piedosos” e severos ”. Entretanto, eles não advertem aqueles que se distanciam de Deus; eles simplesmente os deixam ir.

    Quem exercerá essa função de Admoestador, no caso dessas pessoas que se afastaram de Deus, será o próprio espírito maligno” (ou Demônio”).

    Apenas Deus tem o direito e o poder de julgar. Se os deuses Amatsu ou outros deuses fizerem advertências, tais ações serão consideradas pecados.

    Basicamente, o segredo para se construir uma família feliz é se tornar uma pessoa que agrada a Deus.

    Deus nunca fará acontecer grandes acidentes no local ou na região onde essa pessoa vive.

    Mas se por acaso ocorrer algum acidente ou desastre natural, Deus garante que nem sequer um minúsculo estilhaço alcançará essa pessoa.

    Ensinamento 8

    O que são os espíritos de deuses (bunkon)?

    Existem dois tipos de seres humanos: um com espírito (ou alma) humano e outro com espírito que veio de espírito superior (espírito de deus).

    Quando o Deus Criador criou o planeta Terra, Ele criou, também, alguns deuses para proteger e desenvolver nosso planeta. Esses deuses criaram outros deuses e, no final, o total de deuses chegou a ser duas vezes a população do planeta. Alguns desses deuses separaram um pedaço de suas almas e os colocaram nos seres humanos.

    Apenas 2% da população do nosso planeta é assim: vieram a esse mundo para serem úteis à humanidade e são chamados de bunkon (alma dividida). Mas atualmente o número de bunkon está crescendo no mundo. Estão nascendo agora os bebês bunkon, que possuem rostos bem inteligentes. Tudo leva a crer que se trata de crianças índigos, fato esse mencionado por alguns espíritas.

    Mas, Deus Criador não pôde imaginar que nem todos os deuses que foram criados depois cresceriam bons e capazes. Os que cresceram bons e capazes eram a minoria. A maioria não tinha habilidade nem iniciativa para fazer nada, pois esses deuses foram bastante mimados por seus deuses pais (é como comparar com os seres humanos: se os pais não ensinam nada e só mimam seus filhos, estes não serão úteis à sociedade).

    Esses deuses que não são capacitados são pequeninos, feiinhos e invejosos e começaram a criar muitos problemas; dentre estes problemas, estão as guerras mundiais e os confrontos entre os povos, por exemplo.

    Esses deuses mimados” começaram, também, a perturbar os bunkon.

    Os deuses que dividiram suas almas e colocaram no corpo de um ser humano, são chamados de Hontai ou deus-guia, e esses deuses são muito poderosos e não podem atacar. O que aconteceu, então, foi que os deuses mimados” e perturbadores começaram a atacar os bunkon em vez de atacar os Hontai. Por isso mesmo, os bunkon são capacitados e atraentes, mas sofrem muito na vida desde muito cedo por causa dessas perturbações.

    Vejamos assim:

    • · Se os deuses vingativos são os amigos de infância do(a) Hontai, eles se tornam os mais perigosos, porque querem matar o bunkon para que o amigo, o(a) Hontai, volte a ser amigo(a) deles. Eles perturbam a saúde das pessoas e tentam levá-las à morte.
    • · Se os deuses vingativos estão com raiva do(a) Hontai porque Hontai não deu a devida atenção para eles, ou se os deuses são deusas cujos maridos ou esposas gostam do(a) Hontai, eles perturbam a relação dos casais e levam ao divórcio com bastante facilidade. Eles trabalham no sentimento do parceiro.
    • · Se os deuses vingativos estão com inveja do(a) Hontai, eles atrapalham a parte financeira, a parte profissional, e a capacidade intelectual, ou seja, fazem de tudo para que os bunkon não tenham sucesso na vida.

    Para os bunkon, os espíritos vingativos humanos podem acabar, mas os espíritos de deuses nunca acabam. Eles vêm por si mesmos e trazem outros subordinados, além de outros espíritos humanos para perturbar a pessoa. Por isso mesmo se deve fazer osatoshi com uma certa regularidade.

    Para cada osatoshi, o nível espiritual da pessoa vai se elevando rapidamente justamente pelo fato de estar salvando deuses e outros espíritos. Isso é feito através dos agradecimentos de osatoshi (kisha). Assim, quem recebe osatoshi fica cada vez mais resistente às perturbações espirituais.

    E tem mais: ao ajudarmos outras pessoas a conhecerem e compreenderem o que vem a ser o osatoshi, estaremos dando oportunidade para a salvação de muitos espíritos sofredores.

    Uma pessoa pode pedir osatoshi para a família, mas não para os amigos. Os amigos devem fazer o agradecimento por eles mesmos. O motivo é a transferência de karma.

    Ensinamento 9

    A transferência de karma

    A transferência de karma é algo muito importante a ser considerado e realmente afeta fortemente aquele(s) que tenta(m) ajudar os outros, ou quem faz o osatoshi.

    Cada ser humano vem à Terra trazendo, na sua bagagem espiritual, o seu carma pessoal. Cada um tem seu carma para pagar para Deus.

    Então, Deus dá o sofrimento como forma de purificação; de limpeza desse carma.

    Com a finalidade de purificação, Deus criou um plano (ou programa) para se adequar a cada pessoa, de maneira a guiá-la a alcançar sua felicidade.

    A partir do momento em que retiramos esse sofrimento de alguém, sem nada receber, esse indivíduo não terá oportunidade de pagar pelo seu karma e, portanto, deverá morrer levando esse karma consigo e pagá-lo numa outra vida.

    Essa pessoa, então, passará pela mesma dificuldade numa outra vida, ou seja, o que vivenciou agora foi uma perda de tempo; uma perda da oportunidade de ouro” concedida por Deus para se purificar para ter a chance de ser feliz numa outra vida.

    Ou seja, ao ajudarmos os outros, sem querer, estamos atrapalhando o plano de Deus.

    E atrapalhar o plano de Deus é um erro muito grande. Acumulamos karmas muito grandes com isso.

    Por isso, muitas pessoas que passaram por essa vida ajudando os outros, em vez de estarem no céu, estão agora sofrendo no inferno bem profundo por causa desse grande erro.

    Além disso, quando atrapalhamos a pessoa a pagar pelo seu karma, corremos o risco de absorver o karma inteirinho dessa pessoa e de transferi-lo para nós.

    As pessoas que possuem experiências com osatoshi sabem muito bem disso. O mestre também salvou muitos mestres e muitas pessoas notáveis pelo forte carisma que possuíam. Porém, todos eles estavam sofrendo num inferno profundo devido a esses erros.

    Podemos também notar que as pessoas que gostam de ajudar os outros sem nada receber, principalmente as espíritas, geralmente sofrem de algum mal ou de pobreza, desmerecidamente, devido à transferência de karma.

    Como se efetua a transferência de carma?

    • Geralmente quem morre sofrendo, morre com o sentimento de rancor. O sentimento na hora da morte persiste por centenas de anos para quem vai para a baixa camada do mundo espiritual.
    • O espírito rancoroso sofre por várias centenas de anos no inferno esperando pela oportunidade de se vingar.
    • E, quando a pessoa que o fez sofrer nasce outra vez, ele a reconhece e, imediatamente, dá início à sua vingança.

    Como esse espírito vingativo faz isso?

    • Ele começa a obsediar, fazendo de tudo para revidar o sofrimento pelo qual ele vem passando durante todos esses anos.

    • E quando chega a hora de poder se vingar, imaginem só como esse espírito deve estar. Coitado daquele que ousar interferir!

    • Essa pessoa que vem interferir ou atrapalhar o seu plano de longos e longos anos pode até morrer.

    • Esse é o caso de algumas pessoas que se prontificam a salvar outras, mas acabam morrendo no seu lugar.

    • Entretanto, nos casos menos sérios, a pessoa que tenta ajudar pode levar uma surra.

    Em se tratando de osatoshi, a transferência de carma se faz da seguinte maneira:

    • Os espíritos que estão ressentidos com a pessoa por razões que se originaram na vida passada, geralmente trabalham em grupos.
    • Existem os grupos de baixo e os grupos de cima; ao todo três ou quatro níveis. Os que estão em cima chefiam o grupo abaixo deles.
    • Quando fazemos osatoshi, os que estão embaixo são salvos primeiro por não serem tão vingativos. Por conseguinte, os que estão acima ficam zangados, já que seus subalternos lhes foram tirados e, então, começam a atacar a pessoa que os salvou, ou seja, a pessoa que fez osatoshi.
    • No caso de bunkon, quem está em cima são os deuses, que são bastante poderosos.

    Para evitar as transferências de carma:

    Perguntas inevitáveis:

    • Então, como podemos ajudar as pessoas?”
    • Onde fica a caridade e o amor ao próximo que Jesus tanto nos ensinou, se temos que deixar os sofredores a mercê do seu próprio destino?”

    É claro que há maneiras de evitarmos essas transferências de karmas.

    Para isso, devemos saber que tipo de ajuda podemos oferecer e que tipo de cuidados devemos tomar.

    1) Ajudas que agradam a Deus: ajudas que não nos acarretam transferências de carmas:

    São as ajudas construtivas, que proporcionam o crescimento espiritual do indivíduo. São os auxílios que possibilitam que a pessoa comece a andar com as suas próprias pernas, tais como:

    • Ajudar a pagar a escola de uma criança necessitada.
    • Construir escolas e orfanatos.
    • Fazer empréstimos para começar um negócio.
    • Em vez de dar esmolas, dar oportunidades de trabalho. Em vez de dar dinheiro, ensinar as técnicas necessárias para construir o que necessitam para sobreviver.
    • As pequenas atitudes tais como: levantar e dar lugar aos idosos e mulheres grávidas, ajudar a subir os degraus do ônibus, ajudar a carregar o peso, levar os doentes para o hospital, etc.

    2) Ajudas que desagradam a Deus: ajudas que acarretam transferências de carmas:

    São as ajudas que atrapalham o crescimento espiritual do indivíduo.

    • Mimar e fazer a vontade de uma criança quando na verdade deveríamos ensinar-lhe a maneira correta de agir.
    • Excesso de preocupação com os filhos tirando-lhes a oportunidade de aprendizagem e crescimento.
    • Tirar o trabalho de alguém com intuito de ajudar.
    • Dar dinheiro para quem não sabe o modo correto de usar.
    • Dar esmola para quem na verdade pode trabalhar.
    • Tirar a oportunidade de a pessoa aprender passando pelos treinamentos da vida.
    • Tirar a oportunidade da a pessoa limpar o carma través de sofrimentos e dificuldades.

    Maneira de se evitar a transferência de carma no caso de ajuda espiritual (salvação de espíritos obsessores):

    Vamos falar agora sobre ajuda espiritual.

    Deus deseja que todos nós sejamos felizes e por isso nos dá os sofrimentos como uma forma de purificação. O sofrimento é também uma oportunidade que Deus nos dá para nos arrependermos e consertarmos o que fizemos de errado na nossa vida passada. Essa é uma oportunidade de sabermos da existência de Deus e das coisas além da existência física.

    Só com o sofrimento o homem começa a procurar Deus.

    Por isso, salvar ou ajudar sem dar as informações necessárias a respeito da existência de Deus e do mundo espiritual gera transferência de karma.

    Dentre as ajudas espirituais, a que mais gera a transferência de carma é a que realmente salva, como o osatoshi.

    Por esse motivo, para evitarmos a transferência de carma, é necessário e essencial explicarmos sobre o porquê do sofrimento, da existência de vidas anteriores, da existência de Deus e do mundo espiritual; e ensinarmos a maneira construtiva de pagar o carma (pedido de perdão, kisha, e servidão a Deus).

    Ensinamento 10

    O mundo branco-prateado

    É o espaço vazio existente entre o céu e o mundo divino.

    Para ser exato, é um mundo de coloração branco-prateada.

    O mestre descobriu esse mundo durante os osatoshi dos bunkon. Ele observou que alguns espíritos humanos subiam para além do céu, e seguiam até o mundo divino. Porém, antes de entrarem no mundo divino, todos eles passavam por um mundo dessa coloração, onde não existia nada (espaço vazio).

    Foi assim que o mestre descobriu que existiam espíritos humanos com alma de Deus, ou seja, os bunkon, e que existia um espaço vazio entre o céu e o mundo divino.

    Atualmente esse espaço vazio está sendo preenchido pela população dos deuses. Esse preenchimento estará completo em dezembro de 2012 e, assim, será efetuada a unificação do céu com o mundo divino.

    Ensinamento 11

    O QUE ACONTECE DEPOIS...

    • Quando a pessoa morre, ela vai para o mundo astral, ou seja, o mundo ondea sua alma receberá treinamentos paralimparo(s) carma(s) acumulado(s) até então.
    • A vida no mundo astral dura, em média, 400 anos.
    • Passado um tempo, essa pessoa renasce para poder aprender mais na vida material.
    • Depois que esse indivíduo renasce, ele vive na Terra um tempo, morre e retorna ao mundo astral. E, assim, o ciclo vida-morte-vida vai se repetindo eternamente. Esse processo ocorre com as almas humanas.
    • Mas com os bunkon é diferente. Depois que morrem, se eles não tiverem acumulado carma, e se tiverem desempenhado sua missão de guiar os seres humanos, eles retornam para o mundo divino e se unem aos seus respectivos Hontai (deus-guia).
    • Entretanto, alguns bunkon também acumulam carma(s).Nesse caso,eles devem fazer o treinamento no mundo astral e lá permanecer até que se purifiquem. Aí, então, terão a permissão para renascerem ou para subirem, dependendo da quantidade de carma(s) acumulado(s).
    • Aquele que recebe um choque muito grande na hora de morte, ou morre de doença grave, deve irdireto para o hospital do mundo astral para cicatrizar e curar o corpo astral. Normalmente, nesses casos, a pessoa” (a alma) dorme por alguns anos para que o cérebro possa voltar a funcionar normalmente. Mas, podemos pedir a Deus para encurtar esse período. Isso se faz através de osatoshi, com agradecimentos de osatoshi.
    • E qual, então, é a verdadeira razão para se encurtar esse período? Resposta: No osatoshi, o espírito refaz a vida anterior dele e, por isso, seu carma é diminuído.

    Mas há casos em que só um osatoshi não é suficiente para acordá-lo. Mas com dois ou três osatoshi, ele pode finalmente subir para o céu.

    Ensinamento 12

    INFORTÚNIOS: DOENÇA SOFRIMENTO

    1) Enfermidade

    Uma vez que tanto o comportamento quanto as palavras de uma pessoa são contrários à Shinri (Verdade=Lei de Deus), ela passa a ser importunada por espíritos e fica enferma. E, quando os corpos espiritual e astral estão doentes, eles não podem ser curados se a ajuda for apenas direcionada ao corpo físico.

    • As doenças graves em particular, tais como o câncer, por exemplo, acometem pessoas que foram muito intolerantes e sem demonstrações de sinais de gratidão.
    • O câncer que se transfere de um lugar para outro, é um tipo de câncer causado por espíritos que se reúnem de maneira desordenada e assistemática. Se não for tratado, ele evolui para um agravamento do quadro numa velocidade crescente. Importante: Entretanto, esse tipo de câncer, se for tratado pela cura espiritual com o osatoshi (que é feito através da orientação e direcionamento dos espíritos baseando-se nos ensinamentos da Shinri Verdade=Lei de Deus), poderá ser facilmente curado, desaparecendo em poucos dias
    • Deve-se saber, também, que algumas pessoas escolhidas por Deus, que serão preparadas para servi-Lo, poderão vir a sofrer de alguma doença como um fenômeno de limpeza.

    2) Como se dá a atração espiritual

    • Quando o espírito perturbador não possui nenhum rancor específico com relação à pessoa, ele se gruda nos ombros ou nas costas do indivíduo como uma esfera (num tamanho maior do que um ovo de galinha), com metade de seu corpo dentro do corpo humano.
    • O espírito perturbador que possui um forte sentimento de rancor contra a pessoa, penetra profundamente no corpo físico desse indivíduo provocando câncer e outras doenças.

    Razões pelas quais os espíritos se grudam ao corpo físico de determinadas pessoas:

    • Por afinidade e rancor.
    • Quando eles escolhem uma pessoa acreditando que ela será capaz de compreendê-los.
    • Por pura diversão (quando não é por afinidade).
    • Quando a pessoa entra em sintonia com os espíritos. Isso se dá principalmente
      devido aos maus-pensamentos e às atitudes agressivas (atração).

    Quando temos maus-pensamentos, ou nossa atitude é vulgar, somos atacados por espíritos mal-intencionados.

    Vamos nos esforçar em sermos sempre gratos e termos fineza nas atitudes e palavras.

    3) Perturbação Espiritual

    ·A causa dos nossos tormentos é 100% perturbação espiritual.

    Estar infeliz, doente ou fisicamente debilitado é a situação em que a pessoa sofre os ataques dos espíritos ou dos deuses que estão ressentidos por causa dos carmas que essa pessoa acumulou da sua vida passada.

    Há casos também em que as pessoas ficam no meio de disputas entre grupos de espíritos malignos.

    ·Em algumas situações, há também os casos em que os ancestrais nos advertem para reclamarem do fato de que eles não estão se sentindo adequadamente cultuados, nem recebendo a devida atenção e reverência.

    Por exemplo: os antepassados que não se sentem alimentados pelos seus descendentes se queixam de que maneira? Provocando problemas estomacais

    No caso de perturbações na cabeça, isso dependerá dos sintomas. Vejamos:
    - O tumor é uma advertência dos nossos ancestrais quanto à nossa maneira desrespeitosa e errônea de veneração.
    - Enquanto que o derrame é, normalmente, uma advertência dos deuses.

    · Espíritos perturbadores de bebês abortados.

    Os espíritos perturbadores dos bebês que foram abortados, pelo fato de desejarem ser amados pelas mães, ficam agarrados ao quadril da mãe na esperança de que ela perceba a presença dos filhos (bebês). Como a alma dessa criança está no inferno, o local ao qual esse bebê está conectado se torna frio e a musculatura endurece, causando fortes dores ou até mesmo osteoartrite no quadril.

    Às vezes, os bebês abortados também ficam grudados no quadril de homens causando sérios problemas nessa região. Se o bebê se mantiver unido a essa área, ela ficará fria, e os nervos serão pressionados a ponto de causar rigidez nos músculos e articulações, o que provocará muitas dores no quadril e osteoartrite.

    O bebê que é abortado deseja ser amado por sua mãe. Então, quando um próximo bebê for concebido e for uma menina, esse espírito abortado se agarra ao quadril do feto, ainda no útero da mãe, durante a gestação. Como conseqüência, a temperatura do osso do quadril fica mais baixa, de modo que o osso e a articulação do quadril não se desenvolvem (ou se desenvolvem de maneira deficiente); e a menininha nasce com luxação congênita do quadril.
    (o bebê abortado não se agarra a um menino)
    Quando a perna direita apresenta esse problema, tal fato indica que o espírito do bebê abortado era do irmão mais velho dessa menina.

    Já no caso da perna esquerda, significa que o espírito abortado é da sua irmã mais velha.

    Quando a mãe aborta antes de se casar, e se esquece disso, então o espírito do bebê abortado tenta fazer a mãe relembrar do acontecido, fazendo com que ela sinta dor no quadril; ou esse espírito pode também grudar na neta, causando algum tique.

    Tique:

    · Algum hábito anormal adotado pela criança; movimento inconsciente de piscar os olhos; pigarrear; balançar a cabeça; fazer boca torta; fazer caretas; sacudir os ombros, etc.

    Além dos espíritos de bebês abortados, outros espíritos também podem se apegar às pessoas, provocando sensação de frio, fazendo com que a pessoa use roupas pesadas e quentes mesmo no verão.

    ►O caso de aborto antes de 10 semanas a contar do primeiro dia da última menstruação, é o efeito fisiológico para fortalecer o útero. Quando o útero não tem a capacidade de sustentar a criança e permitir que ela se desenvolva, a mulher engravida e perde o bebê antes mesmo de a alma entrar no corpo desse feto. Portanto, não há nenhum problema de apego (fixação) nesse caso.

    Não há necessidade de fazer a salvação desse bebê.

    4) Espíritos Vingativos

    · Os espíritos vingativos estão sempre à espera de uma chance para se vingarem.

    Às vezes eles fazem com que a família, contra a qual eles desejam vingança, prospere e, quando essa família chega no auge da felicidade, tais espíritos provocam sua queda num poço sem fundo.

    · Os espíritos vingativos que nutrem um forte rancor desejam unicamente a vingança. Eles não estão preocupados em serem salvos.

    Mesmo quando lhes dissemos que podem ir para o céu, eles normalmente se negam por acharem que isso nunca será possível devido aos grandes erros que cometeram.

    · Os grupos de espíritos que nos causam infortúnios estão divididos em quatro níveis: Soldados, líder do pelotão, comandante da companhia e general.

    · Quanto mais elevado é o posto, mais vingativo é o espírito.

    · Quem assume a posição de general é um deus.

    A pessoa que possui um nível espiritual originariamente elevado (pessoa com alma de deus) é perturbada por deuses.

    Já para a pessoa que não é alvo do ódio de deuses vingativos, o grupo de espíritos que a atacam é composto de três níveis.

    O grupo de espíritos de posição mais elevada não ataca pessoalmente, mas arregimenta grupos de espíritos malignos (seus subordinados) para que juntos possam atacar a pessoa alvo de sua vingança.

    Se alguém salvar os soldados, o líder do pelotão aparece para perturbar; e se alguém salvar o líder do pelotão, o comandante da companhia provoca perturbações na pessoa, e assim por diante.

    · Se a pessoa-alvo das perturbações já tiver morrido e estiver num nível diferente daquele onde se encontra o espírito vingativo, no mundo espiritual, então esse espírito não poderá mais perturbar esse indivíduo que morreu.

    O espírito ressentido não pode perturbar um outro espírito que estiver em um nível espiritual diferente do seu, mas pode perturbar os seres humanos (independentemente do nível espiritual desse ser humano) que vieram ao mundo físico a partir de qualquer lugar do mundo espiritual (inferno).

    Isso significa que esse espírito vingativo espera por muito tempo no mundo espiritual até que o espírito alvo de seu ódio nasça de novo com um corpo físico.

    A pessoa-alvo sofre enquanto estiver viva (o que pode levar a décadas de sofrimento); mas o espírito vingativo sofre por centenas de anos desde quando perdeu seu corpo físico.

    E quando a morte da pessoa-alvo está muito próxima de acontecer, o espírito vingativo sofre ainda mais.

    · Sentimentos de culpa, descontentamento e lamúrias; assim como ofender os outros, nos deixam em sintonia com os espíritos vingativos fazendo com que sejamos mais facilmente suscetíveis aos ataques de tais espíritos.

    Em contrapartida, se esse indivíduo mudar sua atitude e passar a viver demonstrando mais gratidão por sua vida e por tudo à sua volta, ele não entrará em sintonia com os espíritos vingativos.

    · Quando conduzimos nossa vida de maneira mais leve, sem infortúnios, é um sinal de que o poder de proteção dos espíritos protetores está acima do poder dos espíritos vingativos.

    Ou seja, o Não está acontecendo nada” significa que a pessoa (o ser humano) está, na verdade, recebendo proteção efetiva dos espíritos guardiões.

    • Quando regressamos às vidas passadas, muitas vezes percebemos que o espírito vingativo e a pessoa-alvo eram amigos ou companheiros.
    • E, com o intuito de tentarmos compreender o porquê das perturbações na vida atual, analisamos a relação de causa e efeito. Assim, seremos capazes de enxergar que o espírito vingativo que agora perturba uma pessoa foi, na realidade, aquele que numa vida passada iniciou algum tipo de problema (confronto, provocação, desavença, etc.), e essa situação (sentimento de vingança) se perpetua até os dias de hoje.
    • Então, agora, nessa vida atual, é o momento de quitarmos nossas dívidas!

    5) Os ressentimentos que se originam na(s) vida(s) passada(s)

    • Há duas razões para atrairmos e estarmos sujeitos a um sentimento de ódio: carma da vida passada; ou reflexo de alguma perversidade cometida por nossos ancestrais.
    • entretanto, como a maioria dos seres humanos não podem se lembrar de suas vidas passadas, eles não conhecem nada a esse respeito. por conseguinte, eles desconhecem o fato de que possuem carmas e não têm nenhuma intenção de pedir perdão pelos erros. assim, eles não são capazes de se retratarem adequadamente perante o espírito vingativo perturbador e, por causa disso, não conseguem se libertar dos infortúnios e das privações.quando os seres humanos morrem, eles levam e mantêm consigo o pensamento que tinham momentos antes de morrerem.Por exemplo: se alguém causar sofrimento a uma pessoa, deixando nela marcas profundas e um forte sentimento de ódio contra aquele que lhe causou tal infortúnio, essa pessoa magoada e cheia de rancor no coração acolherá, momentos antes de morrer, este ressentimento e o manterá consigo por várias centenas de anos mesmo depois de morta... E terá sede de vingança.
    • entretanto, como a maioria dos seres humanos não podem se lembrar de suas vidas passadas, eles não conhecem nada a esse respeito. por conseguinte, eles desconhecem o fato de que possuem carmas e não têm nenhuma intenção de pedir perdão pelos erros. assim, eles não são capazes de se retratarem adequadamente perante o espírito vingativo perturbador e, por causa disso, não conseguem se libertar dos infortúnios e das privações.A maioria das mulheres que sofrem de câncer de mama foram, na vida passada, homens que capturavam mulheres logo após a conquista de uma guerra e as violavam (estupravam). Após serem violadas, elas eram mutiladas por seus algozes que cortavam suas mamas e as comiam.
    • entretanto, como a maioria dos seres humanos não podem se lembrar de suas vidas passadas, eles não conhecem nada a esse respeito. por conseguinte, eles desconhecem o fato de que possuem carmas e não têm nenhuma intenção de pedir perdão pelos erros. assim, eles não são capazes de se retratarem adequadamente perante o espírito vingativo perturbador e, por causa disso, não conseguem se libertar dos infortúnios e das privações.Outro exemplo: Se a pessoa morrer num duelo limpo, ela morrerá sem ressentimento. Mas, se ela for morta covardemente ou se for assassinada quando já estiver perto de morrer, nesse caso, ela irá nutrir um forte sentimento de rancor pelo seu assassino.

    6) Fenômenos de Purificação (como anular nossos carmas – ensinamentos budistas)

    As almas que acumularam carmas de vidas passadas são ilustradas como roupa suja, como exemplificado a seguir.

    Kã′syapa, um discípulo de Buda, fez a seguinte pergunta:

    • Eu levava uma vida cheia de sofrimentos e infortúnios. Então, uma pessoa me disse que aprendendo os ensinamentos de Buda a minha vida melhoraria. Imediatamente, tornei-me seu discípulo e estou me esforçando. Contudo, coisas ruins vêm me acontecendo mais do que antes. Por quê?”

    buda respondeu:Kã′syapa, vejo que você está realmente se esforçando. Pois saiba que essas coisas ruins estão acontecendo porque o Santo deseja usá-lo mais. Ninguém lava roupa suja com água limpa. Para limpar a sujeira, você mergulha a roupa suja em lixívia (alvejante), em seguida a deixa ferver numa panela. Retira do fogo, esfrega contra a pedra, e bate bem com uma vara para soltar toda a sujeira para, somente ao final, enxaguá-la em água limpa.”

    Ao ouvir essas palavras, Kã′syapa sentiu-se muito feliz e se esforçou ainda mais e se tornou um Bodhisattva (Ser de sabedoria).

    ► esse exemplo mostra que as pessoas escolhidas por deus devem ser limpas e purificadas primeiro (limpar o carma) para que depois possam estar aptas a servir a deus.

    Há também o exemplo de uma senhora que trabalhava ativamente numa seita religiosa. Ela sofria de erupções purulentas em todo o corpo e que coçavam bastante. Foi quando uma pessoa da mesma ordem religiosa a orientou dizendo as seguintes palavras: Deus está limpando seu corpo. Então, exerça os ofícios divinos com gratidão”. Ao ouvir essas palavras, a senhora se empenhou ainda mais na sua servidão a Deus. Entretanto, as erupções se espalharam ainda mais por todo o seu corpo, deixando-a com uma aparência muito feia. Ela se angustiava e se questionava por que razão isso estava acontecendo.

    Um dia, alguém comentou com essa senhora a respeito do ensinamento budista acima citado. Depois disso, a senhora compreendeu e reafirmou sua gratidão a Deus pela limpeza e purificação. E logo de imediato todo o pus foi expulso de sua pele e a coceira desapareceu por completo. Após o acontecido, sua pele ficou limpa e, desde então, essa senhora se dedica ao serviço divino mais do que nunca.

    7) Diferenças entre Satã / Diabo, deus demoníaco, deuses malignos e espíritos malignos

    • Satã / Diabo: São usados por Deus para advertir os seres humanos que se tornaram arrogantes e se afastaram de Deus. Eles não fazem maldades por conta própria. Satã e Diabo são o mesmo ser. Às vezes, eles entram no corpo de algum ser humano que tenha porventura se afastado de Deus e movimentam o corpo dessa pessoa para adverti-la.
    • Deus demoníaco: É um deus que faz o papel de um mau deus, mas sem querer. Esse deus é usado por Deus para admoestar (repreender) os outros. É como uma pessoa que se comporta mal numa sociedade, para fazer com que os outros compreenderem qual seria um comportamento correto.
    • Deuses malignos e espíritos malignos: São espíritos que se afastaram de Deus e se tornaram malévolos (suas ações são danosas).

    Suponhamos que a alma com ego e vaidade seja uma ovelha que se desgarrou do rebanho. Então, nesse caso, o cão pastor seria o Satã / Diabo; e um lobo espreitando (esperando para atacar) a ovelha seria a representação dos deuses malignos e dos espíritos malignos.

    Entretanto, até mesmo as intervenções dos deuses malignos e dos espíritos malignos são, às vezes, empregadas intencionalmente como arranjos de Deus. Tanto os seres humanos que agem com crueldade, como os espíritos perturbadores, ambos também podem ser usados por Deus.

    • A pessoa que é teimosa não escuta a advertência de ninguém, mesmo que tal aviso seja dado com amor. Esta pessoa deve experimentar a dor para se corrigir e se transformar para melhor. E é através da intervenção do admoestador que essa pessoa tem a oportunidade de refletir a respeito de seus atos.

      ► Até mesmo a pessoa que nega a existência de Deus, ao experienciar uma dor extrema, ao final acabará invocando a ajuda de Deus, aos prantos, dizendo: Meu Deus, me ajuda!”.

      • Depois de morrer, a pessoa que nega a Deus vai para um inferno onde não se pode enxergar nada, mas somente um mundo completamente cinza por toda parte.
      • E esta pessoa ficará vagando de um lado para o outro, sem rumo, dia após dia, mas não encontrará nada nem ninguém. Por fim, ela irá buscar, em prantos, a ajuda de Deus: Meu Deus, me ajuda!

    8) – OS ADMOESTADORES

    • Eles são um mal necessário permitido por Deus.
    • O que se afasta de Deus = Ego. A vontade de Deus não consegue   atingir a pessoa que possui um ego muito forte. Logo, Deus fica impossibilitado de se comunicar com essa pessoa com a finalidade de ajudá-la. Então, como último recurso, Deus utiliza o admoestador para provocar dor na pessoa a fim de despertá-la e trazê-la para o caminho do bem, da retidão, do caráter.
    • Do mesmo modo, os admoestadores (aqueles que advertem) têm também a permissão de censurar as pessoas que foram insolentes com Deus.

    Ensinamento 13

    Os dez princípios da Shinri=Kaminori (Verdade=Lei de Deus)

    1. Deus vem sempre em primeiro lugar, não importa a circunstância.

    Aquele que agrada a Deus prosperará; e aquele que o desagrada cairá. Esta é a regra fundamental. Não importa o que aconteça, Deus sempre virá em primeiro lugar, pois fomos criados para vivermos pelo poder de Deus.

    2. Nós não temos o direito de julgar o que é certo ou errado, nem tampouco decidir se gostamos ou não.

    Deus está apagando os nossos carmas para que possamos nos tornar verdadeiramente felizes. Por isso mesmo, não devemos usar a sabedoria humana para julgarmos aquilo que acontece diante de nossos olhos.

    3. Devemos confiar tudo aquilo que nos acontece aos arranjos de Deus.

    Os acontecimentos ruins que afligem esse mundo físico são o resultado do programa criado por Deus para que possamos apagar nossos carmas e, consequentemente, sermos felizes. Aconteça o que acontecer, vamos aceitar de maneira obediente.

    4. Um forte senso de justiça é prejudicial.

    Muitas das vezes Deus faz com que algumas pessoas vivenciem situações lamentáveis por ser este o caminho necessário para apagar os carmas negativos dessas pessoas.

    O senso de justiça da sociedade humana não é capaz de ajudar verdadeiramente tais indivíduos nesses casos em particular e, além disso, aquele que tentar ajudar acabará por receber os carmas desses indivíduos em seu lugar.

    Devemos nos comportar e agir baseando-nos nos princípios da Shinri (a Verdade).

    5. O carinho maternal excessivo também é prejudicial.

    Superproteger ou fazer as vontades de uma criança ou de uma pessoa fragilizada não significa necessariamente amor verdadeiro. Mas, se deixarmos que esses indivíduos experienciem os arranjos que Deus achar necessários (o programa de Deus), então eles poderão crescer mais fortalecidos.

    6. O ego e a vaidade impedem nosso crescimento.

    Se você foi bem sucedido, não pense que foi só pelo seu próprio esforço. Foi devido também aos arranjos de Deus e dos nossos espíritos guardiões. E que isso fique bem claro.

    7. Devemos deixar o orgulho de lado.

    A solução para os problemas é simples. O que nos faz pensar que ela é complicada é o ego e o orgulho. Por isso não podemos nos esquecer de sermos humildes e obedientes.

    8. Sermos gratos a tudo.

    Deus fez todos os arranjos para criar as melhores condições e ambiente para nós nessa vida. Em vez de dizermos só isso!”, devemos dizer isso é mais do que eu mereço”, e devemos nos sentir gratos do fundo dos nossos corações. Em se comportando assim, Deus ficará muito feliz e nos dará maiores arranjos para melhorarmos ainda mais.

    9. Manter um sentimento de tudo perdoar.

    Uma pessoa má também é um instrumento usado por Deus com o propósito de proporcionar-lhe uma chance para a elevação do seu nível espiritual. Por isso mesmo devemos sempre ter em mente: como uma alma pura e elevada deveria se comportar nessas circunstâncias?

    10. Cabe a nós difundir a Shinri.

    Devemos ajudar na construção do paraíso terrestre. Nós tivemos uma oportunidade preciosa de conhecer o caminho para a felicidade. Vamos, então, difundir a Shinri=Kaminori entre o maior número possível de pessoas.

    Vamos permitir que os princípios acima descritos nos sirvam de guia e orientação em nossas vidas e vamos nos esforçar para nos tornarmos um exemplo a seguir para todos ao nosso redor.

    24 de abril de 2008.

    Associação de Estudos da Verdade=Lei de Deus

    Ensinamento 14

    Os dez pontos essenciais a serem praticados pelos membros

    1. Difundir a Verdade=Lei de Deus por iniciativa própria, sem esperar que a
    oportunidade venha a nós por intermédio de outras pessoas.

    2. Trabalhar ativamente na expansão da Verdade=Lei de Deus e não ficar
    apenas na defensiva.

    3. Expandir a Verdade=Lei de Deus partindo de um alto patamar. Partindo de
    um baixo patamar, acabará nos diminuindo.

    4. Visar a pessoas difíceis. Fazer disso um costume e conseguir êxito está de
    acordo com os ensinamentos da Shinri.

    5. Não relaxar nem desistir após enfrentar uma situação difícil, não importa o
    que aconteça, até que nosso objetivo seja alcançado.

    6. Reunir e envolver as pessoas ao nosso redor em vez de nos deixarmos ser
    dissuadidos por elas. Isso fará uma enorme diferença a longo prazo.

    7. Planejar. Ter um plano para longo prazo fará com que tenhamos perseverança,
    habilidade, abordagem correta e esperança.

    8. Ter confiança. Sem confiança não há poder, nem perseverança, e nosso
    discurso perde a força.

    9. Manter o cérebro sempre trabalhando. Estar sempre alerta em todas as
    direções sem distrações.

    10. Não recuar diante dos problemas. O problema é o que alimenta o progresso; é
    o fertilizante do espírito empreendedor. Se tentarmos fugir dos problemas, nós
    seremos deixados para trás pela Shinri.

    24 de abril de 2008.

    Associação de Estudos da Verdade=Lei de Deus

    Resumos de classes de estudo

    Resumo de classes de estudo 1

    CLASSE DE ESTUDO ESPECIAL KUSATSU, OSAKA 11 DE MARÇO DE 2012

    Esta foi uma sessão extremamente valiosa da Classe de Estudo Especial. Sua relevância deu-se ao fato não apenas de lá estarem presentes diversos membros recém-chegados, mas também ao episódio memorável de lá ter sido salvo um número imenso de espíritos ao mesmo tempo.

    Durante a palestra, nos foi informado que sempre que houver a possibilidade de irmos a locais com uma grande concentração de espíritos ao redor, tais como cemitérios e hospitais, é de suma importância que rezemos a Deus, pedindo-Lhe para que sejamos usados como Seu instrumento para salvar muitos e muitos espíritos. Faremos isso usando nossos amuletos (Omamori). Também devemos rezar a Deus para que possamos receber Sua proteção para realizarmos tal tarefa.

    Fomos alertados quanto à importância absoluta de não nos esquecermos de fazer a oração da maneira como fora acima mencionada, pois mesmo os membros mais avançados podem sofrer fortes ataques e experimentar grandes sofrimentos por serem atacados por um número muito grande de espíritos sedentos de ajuda.

    Durante o período em que ficamos treinando a prática do osatoshi, muitos espíritos que haviam sido vítimas de alguns desastres severos na história da humanidade foram salvos. Além do mais, os espíritos que haviam causado a morte de suas vítimas durantes as grandes crises ou guerras também foram salvos.

    Devemos também salientar que este dia (11 de março de 2012) foi exatamente um ano após o maremoto e tsunami em Tōhoku, em 2011”. E Deus permitiu que os espíritos daquelas vítimas fossem salvos. Naquele momento, não apenas os espíritos das vítimas do desastre de 11 de março de 2011 foram salvos, mas também os das vítimas do Grande Bombardeio de Tóquio de 10 de março de 1945” (Great Tokyo Raid), e do Grande Terremoto de Hanshin em 17 de janeiro de 1995”. Todos foram salvos.

    Curiosamente, sempre que o espírito de algum homem que havia morrido no Terremoto de Hanshin era salvo, sua família vinha buscá-lo e juntos subiam para o céu.

    Mais adiante, um grande número de espíritos de samurais e soldados dos arredores da região de Osaka, que morreram nas guerras nos tempos antigos, também foram salvos.

    Os osatoshis realizados por outros participantes também foram igualmente impressionantes e ricos devido à quantidade de espíritos que apareceram, tais como freiras, bunkons de espíritos de deus, um espírito de deus que se tornara cego por ter ficado descontente com Deus (ele acreditava que Deus era injusto), e o espírito de um homem que dirigia uma motocicleta de maneira imprudente e desejava atropelar outros espíritos.

    Depois, surpreendentemente, apareceu a Madre Teresa e guiou os espíritos das freiras.

    Por tudo isso, certamente essa foi uma ótima oportunidade de testemunhar a salvação dos espíritos, mesmo para aqueles que já são membros avançados.

    Os novos membros que receberam osatoshi pareciam atônitos por sentirem e presenciarem mudanças positivas acontecendo em seus corpos e mentes.

    Além de tudo o que acabou de ser relatado, o mestre ainda deu orientações a respeito dos propósitos e meios eficazes de enviar Luz, uma vez que muitos membros da Mahikari também estavam freqüentando as classes de estudos.

       

    • Os segredos para se construir uma família completamente feliz.
    • A designação do Deus Criador como Senhor Deus da Luz, Criador de todas as coisas desse grande Universo, Origem de tudo e de todos.
  • INFORMAÇÕES SOBRE CLASSES DE ESTUDOS NO RIO DE JANEIRO

    Serão realizadas as primeiras classes de estudos da Associação Verdade=Lei de Deus no Brasil.

    Data: 19 de agosto de 2012.

    Horário: 10:00h até 15:00h, com intervalo para almoço.

    Serão necessários 6 (seis) domingos seguidos.

    Local: Rua Zoila Abreu Teixeira S/N - quiosque 2 - Condomínio Jardim Europa - Barra da Tijuca

    Os interessados por favor avisar com antecedência a

    choko_tereza@hotmail.com

    Tefefone: (21)8891-0058

    Dica: essa rua fica em frente ao Barrashopping, perpendicular à Av. das Américas no sentido Barra - Zona Sul. A rua fica entre o Banco Itaú e a Patrimóvel. É uma rua bem pequena e estreita à direita.

    No início da rua há uma placa com uma seta indicando Union Church” (é apenas um referencial).

    Quem vem da Linha Amarela deve contornar a Cidade da Música e entrar na Av. das Américas na pista do canto da direita; passar pelo condomínio Nova Ipanema, pelo shopping de carros, pelo Banco Itaú e entrar logo à direita.

    Quem vem da Zona Sul deve passar em frente ao Barrashopping e NÃO subir o viaduto; devendo ir por baixo e contornar a Cidade da Música (como se fosse para a praia) para voltar e pegar a Av. das Américas no sentido contrário (como se estivesse voltando para a Zona Sul). Então, entrar nas Américas pela pista do canto da direita, passar pelo condomínio Nova Ipanema, pelo shopping de carros e pelo Banco Itaú. É exatamente colado ao Banco Itaú.

    OBS: Como vamos ter encontro com os deuses, vamos nos vestir de acordo.